Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/15516
Tipo do documento: Artigo
Título: Genetic heterogeneity of Escherichia coli strains isolated from raw milk, Minas Frescal cheese, and food handlers
Autor: Campos, Maria Raquel Hidalgo
André, Maria Cláudia Dantas Porfírio Borges
Borges, Liana Jayme
Kipnis, Andre
Pimenta, Fabiana Cristina
Serafini, Alvaro Bisol
Resumo: Durante um ano, de fevereiro de 2004 a março de 2005, 140 amostras retiradas das mãos e das narinas de manipuladores de alimentos (92), do leite cru (24) e do queijo-de-minas frescal (24) foram analisadas para a presença de Escherichia coli, em um laticínio do Estado de Goiás. As 47 cepas obtidas foram comparadas por macrorrestrição do DNA com enzima XbaI, seguida de eletroforese em gel em campo pulsado (PFGE), a fim de investigar as possíveis fontes de contaminação do queijo. Baseado na genotipagem pelo PFGE, uma cepa obtida do leite cru e cinco cepas obtidas dos manipuladores mostraram similaridade maior que 80% com seis cepas isoladas do queijo, denotando forte correlação genética entre elas e sugerindo, nestes casos, a fonte provável de contaminação do produto final. Nenhuma cepa isolada do nariz foi relacionada às isoladas do queijo ou do leite. Os resultados mostraram grande diversidade entre as cepas, demonstrando ausência de um clone endêmico no laticínio avaliado. Este estudo destaca a utilidade do PFGE como uma ferramenta importante em investigações epidemiológicas e na determinação de possíveis fontes de contaminação por E. coli na indústria de alimentos.
Abstract: From February 2004 to March 2005, 140 samples of food handlers – hands and nostrils – (92), raw milk (24), and minas frescal cheese (24) were analyzed for the presence of Escherichia coli in a dairy processing plant of Goiás State. Forty-seven E. coli strains were obtained and compared by DNA macrorestriction patterns obtained from pulsed-field gel electrophoresis following XbaI restriction in order to investigate the possible sources of cheese contaminations. Based on PFGE genotyping, one strain isolated from food the hands of a handler and five strains isolated from raw milk were identical or closely related to six strains from cheese suggesting, in these cases, the probable source of E. coli contamination in cheeses. No strain isolated from the nostrils was related to those found in cheeses or milk strains. The results showed high diversity among the strains, demonstrating a lack of predominance of an endemic clone in the dairy plant. This paper highlights the usefulness of PFGE as an epidemiological tool for determining the source of E. coli contamination in the food industry.
Palavras-chave: Escherichia coli
Pulsotypes
Minas frescal cheese
Raw milk
Food handlers
Escherichia coli
PFGE
Leite cru
Queijo Minas Frescal
Manipuladores
País: Brasil
Unidade acadêmica: Instituto de Patologia Tropical e Saúde Pública - IPTSP (RG)
Citação: CAMPOS, M. R. H.; ANDRÉ, M. C. D. P. B.; BORGES, L. J.; KIPNIS, A.; PIMENTA, F. C.; SERAFINI, A. B. Genetic heterogeneity of Escherichia coli strains isolated from raw milk, Minas Frescal cheese, and food handlers. Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia, Belo Horizonte, v. 61, n. 5, p. 1203-1209, 2009.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Identificador do documento: 10.1590/S0102-09352009000500025
Identificador do documento: 10.1590/S0102-09352009000500025
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/15516
Data de publicação: 2009
Aparece nas coleções:IPTSP - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Maria Raquel Hidalgo Campos - 2009.pdf390,42 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons