Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/15627
Tipo do documento: Artigo
Título: Controle de infecção hospitalar em unidade de terapia intensiva: desafios e perspectivas
Autor: Perira, Milca Severino
Prado, Marinésia Aparecida do
Sousa, Joaquim Tomé de Sousa
Tipple, Anaclara Ferreira Veiga
Souza, Adenícia Custódia Silva e
Resumo: Diversos estudos apontam as infecções hospitalares como as mais freqüentes complicações do tratamento em UTI. Fundamentando-nos nas preocupações de enfermeiros realizamos o estudo tendo como objetivos: relatar os fatores dificultadores do controle de infecção e indicar aspectos a serem considerados na assistência. Metodologia: pesquisa realizada em UTI de 3 hospitais. Os dados foram obtidos através de questionário e observação, ambos validados previamente. Foi realizado análise de conteúdo. Resultados: Destacam-se os itens relacionados ao planejamento da assistência, princípios que regem a prevenção e controle de infecção, interação entre a equipe e desafios mencionados pelos enfermeiros. Conclusão: conquanto ser bastante complexo o processo de planejamento, implementação e avaliação dos cuidados atinentes ao controle de infecção hospitalar em UTI, dada a multiplicidade de fatores intervenientes, os enfermeiros identificaram os principais aspectos que devem merecer atenção e destaque. A lavagem das mãos continua sendo um desafio a ser superado.
Abstract: Several studies point the hospital infections as he most frequent complications of the treatment in Intensive Care. Thus, in this study we sought to relate about factors that difficult infection control and to indicate aspects to be considered on attendance. Methodology: research accomplished in Intensive Care Unit of three hospitals. The data were obtained through questionaire and observation previously validated. Content analysis was accomplished. Results: The items related stand out to the attendance planning of the attendance, principles that govern the prevention and infection control, interaction between the team and challenges mentioned by nurses. Conclusion: Although the planning process, implementation and hospital infection evaluation are items very complex, given the multiplicity of intervening factors, nurses identified the principal aspects that should deserve attention. The hands washing continue being a challenge to be overcome.
Palavras-chave: Infecção hospitalar
Unidade de terapia intensiva
Hospital infection
Intensive care nit
País: Brasil
Instituição: Joaquim Tomé de Sousa
Sigla da instituição: UFG
Unidade acadêmica: Faculdade de Enfermagem - FEN (RG)
Citação: PEREIRA, Milca Severino; PRADO, Marinésia Aparecida do; SOUSA, Joaquim Tomé de; TIPPLE, Anaclara Ferreira Veiga; SOUZA, Adenícia Custódia Silva e. Controle de infecção hospitalar em unidade de terapia Intensiva: desafios e perspectivas. Revista Eletrônica de Enfermagem, Goiânia, v. 2, n. 1, out./dez. 2000. Disponível em: <https://www.revistas.ufg.br/fen/article/view/679/747>.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Identificador do documento: 10.5216/ree.v2i1.679
Identificador do documento: 10.5216/ree.v2i1.679
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/15627
Data de publicação: Dez-2000
Aparece nas coleções:FEN - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Milca Severino Pereira - 2000.pdf248,77 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons