Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/15717
Tipo do documento: Artigo
Título: Pastilha de paraformaldeído na prática odontológica: ainda em uso?
Título(s) alternativo(s): Paraformaldehyde tablet in dental practice: still being used?
Pastilla de paraformaldeído en la practica odontologica: ¿todavia en utilizacion?
Autor: Tipple, Anaclara Ferreira Veiga
Paiva, Enilza Maria Mendonça de
Pereira, Renata Silva
Anders, Patrícia Staciarini
Tavares, Solange do Socorro
Lopes, Luana Lima
Stefani, Lidiane Ribeiro Alves de Avelar
Resumo: A pastilha de paraformaldeído é um agente esterilizante de artigos odonto-médico-hospitalares termossensíveis que tem sido questionado pelo seu alto poder carcinogênico e dificuldade de manutenção nos parâmetros definidos para sua utilização. Os objetivos deste estudo foram identificar e caracterizar a utilização do paraformaldeído na prática odontológica. O estudo foi realizado no município de Goiânia no período de julho de 2005 a abril de 2006. Utilizou-se para a coleta de dados, um questionário previamente validado, aplicado aos responsáveis operacionais pelo reprocessamento de artigos em consultórios odontológicos. Participaram do estudo 204 profissionais e destes, 17 (8,3%) faziam uso de pastilhas de paraformaldeído. Embora estes profissionais tivessem ao seu alcance pelo menos um método físico de esterilização, as pastilhas de paraformaldeído foram utilizadas para o reprocessamento de artigos críticos e semicríticos, dentre estes alguns termorresistentes e descartáveis. Alguns profissionais indicaram a utilização de pastilhas de paraformaldeído com a finalidade de conservação e/ou esterilização, mas o seu uso tornou-se proibido pelo Ministério da Saúde do Brasil em 2008.
Abstract: The paraformaldehyde tablet is a sterilizing agent of dental-medical-hospital heat labile items that has been questioned because of its high carcinogenic power and also because of the difficulty to maintain the parameters required for its use. This study aimed at the identification and the characterization of the paraformaldehyde use in dental practice. The study occurred in Goiânia during the period from July 2005 to April 2006. To collect the data it was used a questionnaire, previously evaluated, applied to the people responsible for the operational processing of articles at dentistry offices. Two hundred and four professionals participated in this study and seventeen (8, 3%) of them said they have been working with paraformaldehyde tablets. Although these professionals had at their reach at least one physical sterilization method, the paraformaldehyde were been used to critical and semi critical items processing, among them the heat stable or disposable devices. Some professionals indicated the use of paraformaldehyde tablet to maintenance and/or sterilization, but its use in this processing became prohibited by Ministry of Health of the Brazil in 2008.
La Pastilla de paraformaldehído es un agente esterilizante de artículos odonto-médico-hospitalares termosensibles que ha sido cuestionado por su alto poder carcinogénico y la dificultad de mantenimiento de los parámetros definidos para su utilización. Los objetivos de este estudio fueron identificar y caracterizar el uso del paraformaldehído en la práctica odontológica. El estudio se realizó en la ciudad de Goiânia desde julio de 2005 hasta abril de 2006. Se utilizó en la encuesta de los datos, un cuestionario, previamente evaluado, aplicado a los responsables operacionales por el procesamiento de los artículos en los consultorios odontológicos. Participaron del estudio 204 profesionales y de estos diecisiete (8,3%) usaban tableta de formol (Pastilhas de paraformaldeído). A pesar de que estos profesionales tienen a su alcance, al menos, un método físico de esterilización, Las tabletas de formol fueron utilizadas para el reprocesamiento de artículos críticos y semicríticos, siendo algunos de estos artículos termoresistentes y descartables. Algunos profesionales indicaron el uso de paraformaldehído pastillas con la finalidad de conservación y / o la esterilización, pero su uso se ha hecho prohibido por el Ministerio de Salud en 2008.
Palavras-chave: Odontologia
Controle de infecções
Esterilização
Formaldeído
Dentistry
Infection control
Sterilization
Formaldehyde
Odontología comunitária
Control de infecciones
Esterilización
Formaldehído
País: Brasil
Instituição: Marcelo Medeiros
Sigla da instituição: UFG
Unidade acadêmica: Faculdade de Enfermagem - FEN (RG)
Citação: TIPPLE, Anaclara Ferreira Veiga; PAIVA, Enilza Maria Mendonça de; PEREIRA, Renata Silva; ANDERS, Patrícia Staciarini; TAVARES, Solange do Socorro; LOPES, Luana Lima; STEFANI, Lidiane Ribeiro Alves de Avelar. Pastilha de paraformaldeído na prática odontológica: ainda em uso? Revista Eletrônica de Enfermagem, Goiânia, v. 12, n. 1, p. 164-169, jan/mar. 2010. Disponível em: <https://www.revistas.ufg.br/fen/article/view/9533/6603>.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Identificador do documento: 10.5216/ree.v12i1.9533
Identificador do documento: 10.5216/ree.v12i1.9533
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/15717
Data de publicação: Mar-2010
Aparece nas coleções:FEN - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Anaclara Ferreira Veiga Tipple - 2010.pdf90,56 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons