Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/15787
Tipo do documento: Artigo
Título: A família da criança com câncer: percepções de profissionais de enfermagem atuantes em oncologia pediátrica
Título(s) alternativo(s): The family of the child with cancer: perceptions of nursing professionals working in pediatric oncology
La familia del niño con cáncer: percepciones de profesionales de enfermería actuantes en oncología pediátrica
Autor: Teixeira, Renata Pires
Ramalho, Wilzianne Silva
Fernandes, Isabela Cristine Ferreira
Salge, Ana Karina Marques
Barbosa, Maria Alves
Siqueira, Karina Machado
Resumo: O adoecimento de uma criança, especialmente nas situações de doenças graves como o câncer, pode alterar significativamente a dinâmica de sua família, provocando conflitos e outras repercussões negativas. Assim, a equipe de enfermagem que atua em oncologia pediátrica necessita direcionar especial atenção tanto à criança quanto aos seus familiares, visando acolher e valorizar a sua participação autônoma e colaborativa nas decisões e cuidados. Este estudo objetivou conhecer as percepções de profissionais de enfermagem atuantes em oncologia pediátrica sobre famílias de crianças com câncer, no contexto deste adoecer. O estudo consiste de uma pesquisa qualitativa, modalidade fenomenológica, realizada entre abril e junho de 2009. Foram realizadas entrevistas gravadas, com profissionais de enfermagem de um hospital especializado em oncologia, em Goiânia - GO. A análise baseou-se no Método da Análise Qualitativa do Fenômeno Situado. Apreendeu-se que a equipe de enfermagem busca compreender os sentimentos vivenciados pelas famílias e as mudanças que permeiam seu cotidiano. Reconhece o papel colaborador da família durante o processo de enfrentamento do câncer, apesar das dificuldades em lidar com situações de angústia e sofrimento. Acredita-se que todos os membros da equipe de enfermagem possuem um papel fundamental na assistência em oncologia pediátrica ao assumir um cuidado focado na integralidade da criança e sua família.
Abstract: The illness of a child, especially in situations of serious diseases like cancer, can alter significantly the family dynamics and cause conflicts and other negative repercussions. Thus, the nursing team who works in pediatric oncology needs to direct special attention both to the child who is sick and their families in order to accept and valorize her autonomous and collaborative participation in decisions and care. This study aimed to know the perceptions of nursing professionals working in pediatric oncology on families of children with cancer in the context of his illness. It is a qualitative research, phenomenological model, conducted among April and June 2009. Interviews with nurses from a hospital specialized in oncology in Goiania-Go were recorded. The analysis was based on the Method of Qualitative Analysis of the Situated Phenomenon. We learned that the team tries to understand the feelings experienced by families and the changes that pervade their daily lives. Recognize the collaborator function of the family during the process of facing cancer, despite the difficulties in dealing with situations of distress and suffering. It is believed that all members of the nursing team have a key role in assisting in pediatric oncology focused on taking care of the whole child and his family.
La enfermedad de un niño, especialmente en las situaciones de enfermedades graves como el cáncer, puede alterar significativamente la dinámica de su familia, provocando conflictos y otras repercusiones negativas. Así, el equipo de enfermería que actúa en oncología pediátrica necesita direccionar una especial atención tanto al niño, como a sus familiares, con el fin de acoger y valorar su participación autónoma y de colaboración en las decisiones y cuidados. Este estudio tuvo el objetivo de conocer las percepciones de profesionales de enfermería actuantes en oncología pediátrica sobre las familias de niños con cáncer, en el contexto de este enfermarse. Se trata de una investigación cualitativa, modalidad fenomenológica, realizada entre abril y junio de 2009. Fueron realizadas entrevistas grabadas, junto a los profesionales de enfermería de un hospital especializado en oncología, en Goiânia-GO. El análisis se basó en el Método de Análisis Cualitativo del Fenómeno Situado. Se aprehendió que el equipo trata de entender los sentimientos vividos por las familias y los cambios que impregnan su cotidiano. Reconocen el papel colaborativo de la familia durante el proceso de enfrentamiento del cáncer, a pesar de las dificultades para lidiar con las situaciones de angustia y sufrimiento. Se cree que todos los miembros del equipo de enfermería poseen un papel fundamental en la asistencia en oncología pediátrica al asumir un cuidado centrado en la integralidad del niño y su familia.
Palavras-chave: Enfermagem pediátrica
Enfermagem oncológica
Doença crônica
Família
Relações profissional-família
Pediatric nursing
Oncologic nursing
Chronic disease
Family
Professional-family relations
Enfermería pediátrica
Enfermería oncológica
Enfermedad crónica
Familia
Relaciones profesional-familia
País: Brasil
Unidade acadêmica: Faculdade de Enfermagem - FEN (RG)
Citação: TEIXEIRA, Renata Pires et al. A família da criança com câncer: percepções de profissionais de enfermagem atuantes em oncologia pediátrica. Ciência, Cuidado e Saúde, Maringá, v. 11, n. 4, p. 784-791, out./dez. 2013.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Identificador do documento: 10.4025/cienccuidsaude.v11i4.21661
Identificador do documento: 10.4025/cienccuidsaude.v11i4.21661
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/15787
Data de publicação: Dez-2012
Aparece nas coleções:FEN - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Renta Pires Teixeira - 2012.pdf76,5 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons