Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/15919
Tipo do documento: Artigo
Título: A influência da hipertensão arterial na qualidade de vida
Título(s) alternativo(s): The influence of hypertension on quality of life
Autor: Carvalho, Maria Virgínia de
Siqueira, Liza Batista
Sousa, Ana Luiza Lima
Jardim, Paulo César Brandão Veiga
Resumo: Fundamento: A Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS) é um dos principais fatores de risco cardiovascular e de alta prevalência em quase todos os países. Estudos mostram o efeito negativo da HAS na qualidade de vida relacionada à saúde. Objetivo: Avaliar a Qualidade de Vida de pacientes hipertensos comparando com a população geral. Métodos: Avaliados 333 indivíduos de ambos os sexos, maiores que 18 anos, divididos em Grupo Estudo, composto de 246 pacientes hipertensos sob tratamento em serviço multiprofissional e Grupo Controle, formado por 87 indivíduos normotensos da comunidade. Aplicaram-se a ambos os grupos, questionário sociodemográfico e o SF-36 de qualidade de vida. Para a análise estatística, utilizados os testes qui-quadrado, de Kolmogorov-Smirnov, de Mann Whitney U, de Kruskal-Wallis e análise multivariada. Os dados foram analisados pelo programa SPSS e valores de p < 0,05 considerados significantes. Resultados: Os grupos foram homogêneos em relação à idade, ao sexo, à etnia, à escolaridade e ao estado civil. Observou-se que os indivíduos normotensos apresentaram melhor qualidade de vida relacionada à saúde quando foram comparados aos hipertensos. Conclusão: A hipertensão arterial, embora considerada entidade clínica, na maioria das vezes, silenciosa, interfere negativamente na qualidade de vida de seus portadores.
Abstract: Background: Systemic Hypertension (SH) is a major cardiovascular risk factor with a high prevalence in almost all countries. Studies show the negative effect of SH on health-related quality of life. Objective: To evaluate the quality of life of hypertensive patients when compared with the general population. Methods: A total of 333 individuals of both genders and older than 18 years were evaluated; they were divided into the Study Group, consisting of 246 hypertensive patients undergoing treatment in a multidisciplinary service and the Control group, comprised of 87 normotensive individuals from the community. A sociodemographic questionnaire and the SF-36 for quality of life assessment were administered to both groups. The Chi-square, Kolmogorov-Smirnov test, Mann Whitney U-test, Kruskal-Wallis test and multivariate analysis were used for the statistical analysis. Data were analyzed using SPSS and p values <0.05 were considered significant. Results: The groups were homogeneous for age, gender, ethnicity, educational level and marital status. It was observed that normotensive individuals showed a better health-related quality of life when compared with hypertensive patients. Conclusion: Although considered to be almost always a clinically silent disease, systemic hypertension impairs the quality of life of patients who suffer from it.
Palavras-chave: Hipertensão
Terapia
Pressão arterial
Fatores de risco
Qualidade de vida
Sobrevida
Hypertension
Therapy
Blood pressure
Risk of factors
Quality of life
Survivorship
Public health
País: Brasil
Unidade acadêmica: Faculdade de Enfermagem - FEN (RG)
Citação: CARVALHO, Maria Virgínia de et al. A influência da hipertensão arterial na qualidade de vida. Arquivos Brasileiros de Cardiologia, Rio de Janeiro, v. 100, n. 2, p. 164-174, 2013.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Identificador do documento: 10.5935/abc.20130030
Identificador do documento: 10.5935/abc.20130030
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/15919
Data de publicação: 2013
Aparece nas coleções:FEN - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Maria Virgínia de Carvalho - 2013.pdf743,08 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons