Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/16061
Tipo do documento: Artigo
Título: Hospitalizações por condições cardiovasculares sensíveis à atenção primária em municípios goianos
Título(s) alternativo(s): Hospitalizations due to primary caresensitive cardiovascular conditions in municipalities of central-west Brazil
Autor: Batista, Sandro Rogério Rodrigues
Jardim, Paulo César Brandão Veiga
Sousa, Ana Luiza Lima
Salgado, Cláudia Maria
Resumo: OBJETIVO: Analisar taxas de hospitalização por condições cardiovasculares sensíveis à atenção primária. MÉTODOS: Estudo ecológico com 237 municípios do Estado de Goiás, de 2000 a 2008, utilizando dados do Sistema de Informação Hospitalar e Sistema de Informação da Atenção Básica. As taxas de hospitalização foram calculadas pela proporção entre o número de hospitalizações por condições cardiovasculares e a população acima de 40 anos. Foram avaliadas em triênios: A (2000-2002), B (2003-2005) e C (2006-2008), segundo sexo, faixa etária, porte populacional, pertencimento à região metropolitana, macrorregião de saúde, distância da capital, Índice de Condições de Vida e Saúde e cobertura de Estratégia Saúde da Família. A cobertura populacional potencial da Saúde da Família foi calculada conforme diretrizes do Ministério da Saúde. A variabilidade das taxas foi avaliada segundo teste t e ANOVA. RESULTADOS: Ocorreram 253.254 internações (17,2% do total) por condições cardiovasculares sensíveis à atenção primária. As taxas de hospitalização diminuíram entre os triênios: A (213,5, dp = 104,6), B (199,7, dp = 96,3) e C (150,2, dp = 76,1), com diferença entre os períodos A-C e B-C (p < 0,001). Porte populacional municipal não infl uenciou o comportamento das taxas. Municípios próximos à capital e aqueles da região metropolitana apresentaram maiores taxas (p < 0,001). Em todos os percentis do Índice de Condições de Vida e Saúde, houve redução das taxas (p < 0,001), exceto no percentil 1. Redução foi também observada em todas as macrorregiões, exceto na região nordeste do estado. A redução das taxas ocorreu independentemente da cobertura da Saúde da Família. CONCLUSÕES: As taxas de hospitalização por condições cardiovasculares sensíveis à atenção primária diminuíram nesses municípios, independentemente da cobertura da Saúde da Família.
Abstract: OBJECTIVE: To analyze rates of hospitalization due to primary care-sensitive cardiovascular conditions. METHODS: This ecological study on 237 municipalities in the state of Goiás, Central-West Brazil, between 2000 and 2008, used data from the Hospital Information System and the Primary Care Information System. The hospitalization rates were calculated as the ratio between the number of hospitalizations due to cardiovascular conditions and the population over the age of 40 years. The data were evaluated over the three-year periods A (2000-2002), B (2003-2005) and C (2006-2008), according to sex, age group, population size, whether the individual belonged to the metropolitan region, healthcare macroregion, distance from the state capital, living conditions index and coverage within the Family Health Strategy. The potential population coverage of the Family Health Strategy was calculated in accordance with Ministry of Health guidelines. The variability of the rates was evaluated using the t test and ANOVA. RESULTS: A total of 253,254 hospitalizations (17.2%) occurred due to primary care-sensitive cardiovascular conditions. The hospitalization rates diminished between the three-year periods: A (213.5, SD = 104.6), B (199.7, SD = 96.3) and C (150.2, SD = 76.1), with differences from A to C and from B to C (p < 0.001). Municipal population size did not infl uence the behavior of the rates. Municipalities near the state capital and those in the metropolitan area presented higher rates (p < 0.001). At all percentiles of the Life and Health Conditions Index, there were decreases in the rates (p < 0.001), except at percentile 1. Decreases were also observed in all the macroregions except for the northeastern region of the state. The reduction in rates was independent of the Family Health Strategy coverage. CONCLUSION: The rates of hospitalization due to primary care-sensitive cardiovascular conditions decreased in these municipalities, independent of the Family Health Strategy coverage.
Palavras-chave: Doenças cardiovasculares
Prevenção e controle
Hospitalização
Atenção primária à saúde
Avaliação de serviços de saúde
Estudos ecológicos
Cardiovascular Diseases
Prevention and control
Hospitalization
Primary health care
Health services evaluation
Ecological studies
País: Brasil
Unidade acadêmica: Faculdade de Enfermagem - FEN (RG)
Citação: BATISTA, Sandro Rogério Rodrigues et al. Hospitalizações por condições cardiovasculares sensíveis à atenção primária em municípios goianos. Revista de Saúde Pública, São Paulo, v. 46, n. 1, p. 34-42, 2012.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Identificador do documento: 10.1590/S0034-89102012005000001
Identificador do documento: 10.1590/S0034-89102012005000001
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/16061
Data de publicação: 2012
Aparece nas coleções:FEN - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Sandro Rogério Rodrigues - 2012.pdf189,6 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons