Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/16203
Tipo do documento: Artigo
Título: Absence of antimutagenicity of Cochlospermum regium ( Mart and Schr.) Pilger 1924 by micronucleus test in mice
Título(s) alternativo(s): Ausência de antimutagenicidade do Cochlospermum regium pelo Teste do Micronúcleo em camundongos
Autor: Bezerra, Laryssa Silva de Andrade
Santos, D. B.
Castro, D. B.
Guillo, Lidia Andreu
Lee, Chen Chen
Resumo: Cochlospermum regium (Mart. & Schr.) Pilger, conhecido popularmente como “algodãozinho-do-campo”, é uma plan- ta medicinal que cresce no Cerrado brasileiro. Esta planta tem sido utilizada na medicina tradicional contra várias doenças como leucorréia, gastrites e úlceras. Esta também tem se mostrado efetiva no tratamento de doenças de pele como espinhas, furúnculos e manchas. No presente estudo, foi avaliada a antimutagenicidade do extrato aquoso de C. regium pelo Teste do Micronúcleo in vivo. Este ensaio foi realizado em eritrócitos policromáticos de camundongos machos Swiss tratados com quatro concentrações diferentes do extrato da planta (19, 38, 76 e 114 mg.kg –1 por peso corpóreo), administrado por injeção intraperitonial (i.p.) simultaneamente com ciclofosfamida (24 mg.kg –1 p.c.) ou mitomicina C (4 mg.kg –1 p.c.). A citotoxicidade foi avaliada pela razão eritrócitos policromáticos e normocromáticos (PCE/NCE). Os resultados obtidos não mostraram redução significativa da freqüência de eritrócitos policromáticos micronucleados (P > 0,05). Em conclusão, os resultados indicam que o extrato aquoso de raiz de C. regium, para as condições utilizadas, não exibiu efeito antimutagênico.
Abstract: Cochlospermum regium (Mart. and Schr.) Pilger, popularly known as “algodãozinho do campo”, is a medicinal plant that grows in the Cerrado of Brazil. This plant has been used in traditional medicine against various diseases such as leucorrhoea, gastritis and ulcers. It has also been effective in treating skin problems like pimples, boils and blotches. In the present study, the in vivo antimutagenicity of aqueous extract of C. regium was evaluated. The Micronucleus Test was performed in polychromatic erythrocytes from Swiss male mice treated with one of the four doses of extract of the plant (19, 38, 76 and 114 mg.kg –1 body weight), administered by intraperitonial injection (i.p.) simultaneously with cy- clophosphamide (24 mg.kg –1 b.w.) or mitomycin C (4 mg.kg –1 b.w.). The cytotoxicity was evaluated by polychromatic and normochromatic erythrocytes ratio (PCE/NCE). The results showed no significant reduction of the micronucleated polychromatic erythrocytes frequency (P > 0.05). In conclusion, the data indicate that C. regium roots aqueous extract, for the conditions used, did not exhibit the antimutagenic effect.
Palavras-chave: Cochlospermum regium
Mice
Antimutagenicity
Micronucleus
País: Brasil
Unidade acadêmica: Instituto de Ciências Biológicas - ICB (RG)
Citação: ANDRADE, L. S. et al. Absence of antimutagenicity of Cochlospermum regium ( Mart and Schr.) Pilger 1924 by micronucleus test in mice. Brazilian Journal of Biology, São Carlos, v. 68, n. 1, p. 163-167, Feb. 2008.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Identificador do documento: 10.1590/S1519-69842008000100022
Identificador do documento: 10.1590/S1519-69842008000100022
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/16203
Data de publicação: 2008
Aparece nas coleções:ICB - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Laryssa Silva de Andrade Bezerra - 2008.pdf127,43 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons