Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/16331
Tipo do documento: Artigo
Título: Discrepância entre método convencional de odontometria com referência padrão
Título(s) alternativo(s): Discrepancy between the conventional method of tooth length with standard reference
Autor: Peres, Alexandre Valentino da Silva
Decurcio, Daniel de Almeida
Silva, Julio Almeida
Morais, André Luiz Gomide de
Alencar, Ana Helena Gonçalves de
Resumo: Este trabalho teve como objetivo comparar a discrepância entre método convencional de odontometria com a referência padrão determinada visualmente. Foram utilizadas 57 raízes de dentes humanos extraídos, sendo 17 anteriores, 20 pré-mo- lares e 20 molares. Os dentes selecionados apresentavam ápices completos, ausência de fraturas apicais, coroas em bom estado de conservação, ausência de tratamento endodôntico e canais acessíveis até o forame apical. Antes de qualquer procedimento, foi realizada uma radiografia inicial. O dente foi medido com paquímetro digital (ponta de cúspide ou borda incisal até vérti- ce apical) e os dados anotados. Após abertura coronária, explo- ração, esvaziamento dos canais radiculares e preparo do terço cervical foi realizada a odontometria visual do dente, através da visualização da lima tipo K-file pelo forame apical seguido de recuo de 1mm. Após, foi realizada uma radiografia de confir- mação da odontometria, com uso de tela milimetrada. Os dados referentes à distância entre o zero apical e a ponta da lima na radiografia foram analisados e tabulados, e finalmente determi- nada a discrepância entre o limite apical determinado visual- mente e radiograficamente. Concluiu-se que apenas 50,5% das raízes apresentam a odontometria visual coincidente com odon- tometria radiográfica. Os pré-molares foram o grupo de maior discrepância, seguidos pelos molares e anteriores.
Abstract: This study aimed to compare the discrepancy between the conventional method of tooth length with a reference standard determined visually. We studied 57 extracted human tooth roots, being 17 previous, 20 premolars and 20 molar ones. The selected teeth had presented complete apexes, absence of api- cais fractures, crowns in good condition of conservation, absen- ce of endodontic treatment and canals accessible to the forame. Before any procedure, an initial periapical x-ray was performed. We measure the tooth with digital caliper (cusp tip or incisal edge until apical vertex) and we noted the data. After coronary opening, exploration, emptying of the root canals and prepa- ration of third cervical was performed the visual odontometry of the tooth, that is the visualization of the K-file type for the followed apical forame of jib of 1mm. After this was performed a periapical radiography of confirmation of the odontometry, using screen millimeter. The referring data in the distance be- tween the apical zero and the end of the file in the radiography, had been analyzed and tabulated, and finally determined the discrepancy between apical limit determined visually and ra- diographically. It was concluded that only 50.5% of the dental roots presents visual odontometry coincides with dental radio- graphy odontometry. The premolars were the largest group of discrepancy, followed by molars and earlier.
Palavras-chave: Limite apical
Radiografia
Odontometria
Apical limit
Radiography
Odontometry
País: Brasil
Unidade acadêmica: Faculdade de Odontologia - FO (RG)
Citação: PERES, Alexandre V. S. et al. Discrepância entre método convencional de odontometria com referência padrão. Robrac: revista odontologica do Brasil Central, Goiânia, v. 19, n. 49, p. 168-171, 2010.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/16331
Data de publicação: 2010
Aparece nas coleções:FM - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Alexandre Valentino da Silva Peres - 2010.pdf335,04 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons