Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/16437
Tipo do documento: Artigo
Título: Crítica de arte: especificidade da arte funerária no Brasil e a interdisciplinaridade das suas formas de exposição
Autor: Borges, Maria Elizia
Resumo: O objetivo do presente artigo é fazer uma leitura da arte funerária e sua formas de exposição provenientes de dois fatos: cio procedimento adotado para fazer a curadoria da exposição Arte funerária a produção das marmorarias do Estado de São Paulo (séculos XIX-XX), realizada sucessivamente nas cidades de São Paulo (1993), Ribeirão Preto (1995). Goiânia ( 1998) e Jataí (2000) e da editoração de um folder sobre o Cemitério Santana na cidade ele Goiânia (2001 ). Procuramos, em ambos os casos, demonstrar a possibilidade de poder romper com os espaços institucionais. não se prender a práticas ortodoxas, agir com informalidade, sem com isso deixar ele atribuir o devido significado ao mobiliário funerário que guarda um valor artístico.
Abstract: The object of this article is to analysc funeral art and its forms of exhibit, steaming from two factors: the adopted proccdures for curatorship of the exhibit "Funeral Art: The producrion ol the marbleyards o! Sao Paulo State (XIX-XX Centwy), exhibited in the cities of Sao Paulo (1993), Ribeirao Preto (1995), Goiania (1998) and Jatai (2000): and the making process of lhe folcler "Cemiterio Santana" ,in Lhe city of Goiânia. We seek in both cases to prove the possibilities of exhibitions to break free from institucionalized spaces, no clinging to onhoclox praxis, on informality, anel slill grant meaning to the funcra1·y memorabilia that preserves arlistic value.
Palavras-chave: Arte funerária
Exposição
Folder
Marmorarias
Brasil
Funnary art
Exhihi
Folder
Marble yards
Brazil
País: Brasil
Instituição: Luis Edegar de Oliveira Costa
Sigla da instituição: UFG
Unidade acadêmica: Faculdade de Artes Visuais - FAV (RG)
Citação: BORGES, Maria Elizia. Crítica de arte: especificidade da arte funerária no Brasil e a interdisciplinaridade das suas formas de exposição. Visualidades, Goiânia, v. 1, n. 1, jan./dez. 2003. Disponível em: <https://www.revistas.ufg.br/VISUAL/article/view/17821/10671>.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Identificador do documento: 10.5216/vis.v1i1.17821
Identificador do documento: 10.5216/vis.v1i1.17821
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/16437
Data de publicação: 2003
Aparece nas coleções:FAV - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Maria Elizia Borges - 2003.pdf5,08 MBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons