Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/1658
Tipo do documento: Article
Título: Estabilidade oxidativa de amêndoas de noz macadâmia secas por micro-ondas com ar quente
Título(s) alternativo(s): Oxidative stability of macadamia nuts dryed with hot air microwaves
Autor: Silva, Flávio Alves da
Gonçalves, Lireny Aparecida Guaraldo
Damiani, Clarissa
Gonçalves, Maria Ássima Bittar
Soares Júnior, Manoel Soares
Marsaioli Júnior, Antonio
Resumo: A nogueira macadâmia (Macadamia integrifolia Maiden & Betche) produz amêndoas de alto valor comercial, que se destacam pelo fino sabor e qualidade de seu óleo. O objetivo deste trabalho foi estudar a estabilidade oxidativa de amêndoas secas, com aplicação de energia de micro-ondas com ar quente, em comparação ao processo de secagem convencional. As análises, realizadas no início (tempo zero), com 90 dias e 180 dias de armazenamento, avaliaram ácidos graxos livres, índice de peróxido, período de indução, composição em ácidos graxos e teor de tocoferol/tocotrienol. O teor de ácidos graxos livres (%) das amêndoas de noz macadâmia variou de 0,095 (MW1) a 0,124 (MW3) e de 0,123 a 0,148 (CVL); os índices de peróxidos (meq O2 kg-1 de óleo) entre 0,77 (MW2) e 2,57 (MW1) e de 1,52 a 3,29 (CVL); o período de indução (h) de 16,7 (MW2) a 13,6 (MW4) e entre 11,9 e 10,6 (CVL); o teor de α-Tocotrienol (mg 100 g-1) de 1,75 a 2,19 (MW1) e de 2,14 a 2,19 (CVL), respectivamente, para a secagem com micro-ondas e convencional. Os valores da composição em ácidos graxos não se alteraram durante o armazenamento, com os processos de secagem utilizados. O método de secagem com micro-ondas mostrou-se mais eficiente, em relação à estabilidade oxidativa das amêndoas de noz macadâmia, quando comparado ao processo de secagem convencional.
Abstract: The macadamia tree (Macadamia integrifolia Maiden & Betche) produces a nut of highly commercial value, distinguishable from other nuts by its delicate flavour and oil quality. This study aimed to compare the oxidative stability of dried nuts, with the application of hot air microwave energy, in relation to conventional drying. The analyses were performed at the beginning stage (time zero), at 90 days, and 180 days of storage, to evaluate the percentage of free fatty acids, peroxide values, induction period, fatty acid composition, and tocopherol/ tocotrienol content. The percentage of free fatty acids varied from 0.095 (MW1) to 0.124 (MW3) and from 0.123 to 0.148 (CVL); peroxide values (meq O2 kg-1 oil) ranged from 0.77 (MW2) to 2.57 (MW1) and from 1.52 to 3.29 (CVL); the induction period (h) from 16.7 (MW2) to 13.6 (MW4) and from 11.9 to 10.6 (CVL); and the α-tocotrienol (mg 100 g-1) content from 1.75 to 2.19 (MW1) and from 2.14 to 2.19 (CVL), for microwave and conventional drying, respectively. The fatty acid composition values did not change during storage, in relation to the drying processes applied. The microwaves drying method was more efficient, regarding the macadamia nuts oxidative stability, when compared to the conventional drying method.
Palavras-chave: Macadâmia integrifolia - Secagem - Micro-ondas
Instituição: Alexsander Seleguini
Unidade acadêmica: Escola de Agronomia e de Engenharia de Alimentos - EAEA (RG)
Citação: SIILVA, F. A. da; GONÇALVES, L. A. G.; DAMIANI, C.; GONÇALVES, M. A. B.; SOARES JÚNIOR, M. S.; MARSAIOLI JÚNIOR, A. Estabilidade oxidativa de amêndoas de noz macadâmia secas por micro-ondas com ar quente. Pesquisa Agropecuária Tropical, Goiânia, v. 41, n. 2, p. 286-292, abr./jun. 2011. Disponível em: <http://www.revistas.ufg.br/index.php/pat/article/view/9961>.
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/1658
Data de publicação: 30-Jun-2011
Aparece nas coleções:EA - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
9961-59522-2-PB.pdf293,13 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.