Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/16612
Tipo do documento: Artigo
Título: Entre subjetividades e aparatos pedagógicos: o que nos move a aprender?
Título(s) alternativo(s): Subjectivities between teaching and pedagogical apparatus: what move us to learn?
Autor: Martins, Raimundo
Tourinho, Irene
Martins, Alice Fátima
Resumo: O que nos move a aprender são processos subjetivos impalpáveis, não visíveis, sensíveis, deflagrados no corpo e com o corpo. São práticas sociais e formas de relação interpessoais que plasmam percepções do ‘eu’ e do ‘outro’ formando repertórios que caracterizam nossas inserções nas diferentes comunidades das quais somos parte. As relações entre subjetividades e estruturas institucionais são pautadas por tensões que se estendem às condições formais de aprendizagem. Desejos, motivações, afetos, dúvidas, instabilidades atravessam os tempos de aprender, confrontando-se com os recursos e aparatos pedagógicos que utilizamos. A educação da cultura visual propõe tensionar e problematizar esses atravessamentos buscando estabelecer trânsitos entre sujeito e coletivo, práticas culturais e subjetividades, o imponderável e o objetivo, em vivências e experiências que nos impulsionem a questionar e seguir aprendendo como educadores e/ou como estudantes.
Abstract: What move us to learn are intangible and invisible subjective processes set in motion in the body and with the body. Social practices and interpersonal forms of relations shape our perceptions of ‘self’ and ‘other’ constructing repertoires that characterize our insertions in the different communities in which we are part. The relations between subjectivity and institutional structures are guided by tensions which extend themselves to the formal conditions of learning. Desires, motivations, affects, doubts and instabilities trespass the timings of learning when being confronted with the resources and pedagogical apparatuses we utilize. Visual culture education proposes to tension and problematize these various trespassing trying to establish transits between subject and collectivity, cultural practices and subjectivities, the thoughtless and the objective, through living experiences which animate us to question and to continue learning as educators and/or students.
Palavras-chave: Aprendizagem
Corpo vivido
Subjetividade
Educação da cultura visual
Learning
Lived body
Subjectivity
Visual culture education
País: Brasil
Instituição: Rosana Horio Monteiro
Sigla da instituição: UFG
Unidade acadêmica: Faculdade de Artes Visuais - (FAV)
Citação: MARTINS, Raimundo; TOURINHO, Irene; MARTINS, Alice Fátima. Entre subjetividades e aparatos pedagógicos: o que nos move a aprender? Visualidades, Goiânia, v. 11, n. 2, p. 59-71, jul./dez. 2013. Disponível em: <https://www.revistas.ufg.br/VISUAL/article/view/30685/16685>.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Identificador do documento: 10.5216/vis.v11i2.30685
Identificador do documento: 10.5216/vis.v11i2.30685
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/16612
Data de publicação: Dez-2013
Aparece nas coleções:FAV - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Raimundo Martins - 2013.pdf135,29 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons