Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/16698
Tipo do documento: Artigo
Título: Impacto da vacinação contra o Haemophilus influenzae b na redução de meningites, Goiás
Título(s) alternativo(s): Impact of Haemophilus influenzae b (Hib) vaccination on meningitis in Central Brazil
Autor: Simões, Luciana Leite Pineli
Andrade, Ana Lúcia Sampaio Sgambatti de
Laval, Cristina Aparecida Borges Pereira
Oliveira, Renato Maurício de
Silva, Simonne Almeida e
Martelli, Celina
Alves, Sueli Lemes de Ávila
Almeida, Robmary Matias de
Andrade, João Guimarães de
Resumo: Objetivo Avaliar o impacto da vacinação contra o Haemophilus influenzae b na incidência de meningites em crianças menores de cinco anos de idade. Métodos Utilizou-se o delineamento tipo “antes-depois” para comparar as taxas de incidência de meningites por Haemophilus influenzae b nos períodos pré-vacinação (julho/95-junho/99) e pós-vacinação (julho/99-junho/2001) no Estado de Goiás. A definição de caso de meningite bacteriana seguiu os critérios da Organização Mundial de Saúde. As taxas de meningite por Streptococcus pneumoniae e Neisseria. meningitidis foram utilizadas para efeito de comparação. Para análise estatística foram utilizados o teste de χ2 e o t de Student. Valores de p<0,05 foram considerados estatisticamente significantes. Resultados Foi detectada meningite bacteriana aguda em 979 crianças no período de estudo. A incidência de meningite por Haemophilus influenzae b diminuiu de 10,8x105 no período pré-vacinal para 2,3x105 no segundo ano pós-vacina, significando 78% de redução no risco, principalmente na faixa etária de 7-23 meses (p<0,05). Foram prevenidos 65 casos de meningite por Haemophilus influenzae b. Observou-se aumento na incidência de meningite por S. pneumoniae. Foi observada falha vacinal em um caso. Conclusões Expressivo declínio da incidência de meningite por Haemophilus influenzae b foi detectado, precocemente, logo após o primeiro ano de introdução da vacina contra o Haemophilus influenzae b. Assim, se faz necessária a vigilância contínua com instrumental de alta acurácia para: (i) detectar re-emergência do Haemophilus influenzae b; (ii) avaliar possibilidade de falha vacinal; (iii) identificar mudanças no padrão dos sorotipos do H. influenzae.
Abstract: Objective To assess the impact of the Haemophilus influenzae b (Hib) conjugate vaccine in reducing the incidence of meningitis among children under five years old.Methods A ‘before-after’ design was used to compare Hib meningitis incidence rates in the pre-vaccine (July 1995 - June 1999) and post-vaccine (July 1999 - June 2001) periods in the state of Goiás, central Brazil. Bacterial meningitis case definition was based on World Health Organization criteria. Incidence rates of S. pneumoniae and N. meningitidis were used for comparison purposes. Chi-squared and Student’s t tests were used for statistical analysis. P-values below 0.05 were considered as statistically significant. Results 979 children with acute bacterial meningitis were detected throughout the entire period. The incidence rate of Hib meningitis decreased from 10.8 (x105) in the pre-vaccine period to 2.3 (x105) in the 2nd year post vaccination, leading to a risk reduction of 78%, targeted to the 7-23 months age group (p<0.05). A total of 65 cases of Hib meningitis were prevented. An increase in S. pneumoniae meningitis was observed. Vaccine failure was detected in one child. Conclusions This study showed that mass immunization with Hib conjugate vaccine brought about an expressive decline in childhood Hib meningitis in Goiás soon after the first year. Notwithstanding, an enhancement of surveillance using high-accuracy tools is essential to: (i) detect a possible reemergence of Hib; (ii) identify vaccine failure, and (iii) monitor changes in the H. influenzae serotype profile over time.
Palavras-chave: Efetividade
Effectiveness
Haemophilus influenzae tipo b
Meningite por Haemophilus
Prevenção
Vacinas anti-Haemophilus
Haemophilus influenzae type b
Meningitis
Haemophilus
Prevention control
Haemophilus Vaccines
País: Brasil
Unidade acadêmica: Instituto de Patologia Tropical e Saúde Pública - IPTSP (RG)
Citação: SIMÕES, Luciana Leite Pineli et al. Impacto da vacinação contra o Haemophilus influenzae b na redução de meningites, Goiás. Revista de Saúde Pública, São Paulo, v. 38, n. 5, p. 664-670, 2004.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Identificador do documento: 10.1590/S0034-89102004000500008
Identificador do documento: 10.1590/S0034-89102004000500008
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/16698
Data de publicação: 2004
Aparece nas coleções:IPTSP - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Atigo - Luciana Leite Pineli Simões - 2004.pdf58,34 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons