Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/16753
Tipo do documento: Artigo
Título: Mortalidade por acidentes de transporte terrestre no Brasil na última década: tendência e aglomerados de risco
Título(s) alternativo(s): Mortality due to road traffic accidents in Brazil in the last decade: trends and risk clusters
Autor: Morais Neto, Otaliba Libânio de
Montenegro, Marli de Mesquita Silva
Monteiro, Rosane Aparecida
Siqueira Júnior, João Bosco
Silva, Marta Maria Alves da
Lima, Cheila Marina de
Miranda, Luiz Otávio Maciel
Malta, Deborah Carvalho
Silva Júnior, Jarbas Barbosa da
Resumo: Resumo Objetivo: Analisar a tendência tempo-ral da mortalidade por Acidentes de Transporte Terrestre (ATT) e identificar a existência e a lo-calização de aglomerados de alto risco de mortes por ATT. Metodologia: Estudo descritivo de ten-dência da mortalidade por ATT, pedestre, ocu-pante de motocicleta e de veículo, de 2000 a 2010 e análise espacial para 2000 e 2010. Os dados fo-ram obtidos do Sistema de Informações sobre Mortalidade; calcularam-se as taxas padroniza-das por idade, para Unidades Federadas (UF) e municípios por porte populacional. Resultados: A taxa de mortalidade por ATT entre 2000 e 2010 variou de 18 para 22,5 óbitos/100 mil habitantes. O risco de morte para pedestre reduziu, os de ocu-pantes de veículos e de motocicletas apresentaram crescimento. O maior risco de morte por ATT ocorreu nos municípios com até 20 mil habitan-tes e nos de 20 a 100 mil. A análise espacial mos-trou os aglomerados de risco para ATT e para ocu-pantes de motocicletas com aumento destes entre 2000 e 2010 e ampliação das áreas com maior risco na região Nordeste. Conclusão: Aumento das taxas de mortalidade por ATT principalmen-te na região Nordeste. Faz-se necessário uma atu-ação coordenada do governo, da sociedade civil e dos próprios cidadãos no enfretamento desta rea-lidade.
Abstract: Objective: To analyze the temporal trends of mortality due to Road Traffic Accidents (RTA) as well as identify the existence and loca-tion of high risk death clusters for RTA using spa-tial analysis. Methodology: Descriptive study of temporal trends by RTA, pedestrians, motorcyclists, motorists and passengers and spatial analysis for 2000 and 2010. The data was obtained from the Mortality Information System, and standardized rates were calculated by age in Brazilian states and municipalities grouped by population size. Re-sults: The mortality rates due to RTA between 2000 and 2010 varied from 18 to 22.5 deaths/ 100,000 inhabitants. The risk of death for pedes-trians decreased in recent years, though motor-ists, motorcyclists and passengers saw a rising trend. A higher risk of death by RTA occurred in municipalities with populations up to 20,000 in-habitants and in those from 20,000 to 100,000 in-habitants. Spatial analysis revealed risk clusters for RTA and motorcyclists and pillion riders with an increase between 2000 and 2010 and enlarge-ment of the areas most at risk in the Northeast. Conclusion: Increase in the rates of mortality by RTA mostly in the Northeast. Coordinated action between government, civil society and the citizens themselves is required to tackle this problem.
Palavras-chave: Cluster analysis
Traffic accident
Trends
Motorcycles
Vehicles
Análise de clusters
Acidente de trânsito
Tendências
Motocicletas
Veículos
País: Brasil
Unidade acadêmica: Instituto de Patologia Tropical e Saúde Pública - IPTSP (RG)
Citação: MORAIS NETO, Otaliba Libânio de et al. Mortalidade por acidentes de transporte terrestre no Brasil na última década: tendência e aglomerados de risco. Ciência e Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v. 17, n. 9, p. 2223-2236, 2012.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Identificador do documento: 10.1590/S1413-81232012000900002
Identificador do documento: 10.1590/S1413-81232012000900002
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/16753
Data de publicação: 2012
Aparece nas coleções:IPTSP - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Otaliba Libânio de Morais Neto - 2012.pdf743,65 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons