Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/16977
Tipo do documento: Artigo
Título: Treatment of postinfectious irritable bowel syndrome and noninfective irritable bowel syndrome with mesalazine
Título(s) alternativo(s): Tratamento da síndrome do intestino irritável pós-infecciosa e da síndrome do intestino irritável não-infecciosa com mesalazina
Autor: Bafutto, Mauro
Almeida, Jose Roberto de
Leite, Nayle Villela
Oliveira, Enio Chaves
Gabriel Neto, Salustiano
Rezende Filho, Joffre
Resumo: Contexto - Estudos recentes sustentam a hipótese que a síndrome do intestino irritável pós-infecciosa e alguns pacientes com síndrome do intestino irritável mostram sinais menores de inflamação persistente da mucosa. A mesalazina tem propriedades anti-inflamatórias intestinais, incluindo a inibição da ciclooxigenase e das prostaglandinas. Os efeitos da mesalazina na síndrome do intestino irritável pós-infecciosa e em pacientes com síndrome do intestino irritável não-infecciosa ainda são desconhecidos. Objetivo - Observar os efeitos da mesalazina em pacientes com síndrome do intestino irritável pós-infecciosa e síndrome do intestino irritável com diarréia não-infecciosa. Métodos - Com base nos critérios de Roma III, 61 pacientes síndrome do intestino irritável acompanhado de diarréia (18 anos ou mais de idade) foram incluídos na avaliação. Os pacientes foram divididos em dois grupos: grupo síndrome do intestino irritável pós-infecciosa, com 18 pacientes medicados com mesalazina 800 mg 3 vezes ao dia por 30 dias; grupo síndrome do intestino irritável não-infecciosa, com 43 pacientes medicados com mesalazina 800 mg 3 vezes ao dia por 30 dias. Avaliações dos sintomas no início e após o tratamento foram realizadas por meio de uma escala Likert de 4 pontos, incluindo a frequência das evacuações, forma e consistência das fezes (Bristol Stool Scale), dor e distensão abdominal (pontuação máxima: 16; pontuação mínima: 4). Resultados – O grupo síndrome do intestino irritável pós-infecciosa apresentou redução estatisticamente significante do escore total de sintomas (P<0,0001). A frequência de evacuações foi significativamente reduzida (P<0,0001) e a consistência das fezes melhoraram (P<0,0001). Dor abdominal (P<0,0001) e distensão abdominal foram significativamente reduzidas (P<0,0001). O grupo síndrome do intestino irritável não-infecciosa apresentou redução estatisticamente significante do escore total de sintomas (P<0,0001). Além disso, a frequência de fezes foi significativamente reduzida (P<0,0001) e a consistência das fezes melhoraram (P<0,0001). Dor abdominal (P<0,0001) e distensão abdominal foram significativamente reduzidas (P<0,0001). Não houve diferença estatística entre o grupo síndrome do intestino irritável pós-infecciosa e o grupo síndrome do intestino irritável não-infecciosa sobre os resultados da pontuação total dos sintomas em 30 dias de terapia com mesalazina 800 mg 3 vezes ao dia (P= 0,13). Conclusão - O uso de mesalazina reduziu os principais sintomas da síndrome do intestino irritável pós-infecciosa e da síndrome do intestino irritável com diarréia não-infecciosa.
Abstract: Context - Recent studies support the hypothesis that postinfectious irritable bowel syndrome and some irritable bowel syndrome patients display persistent signs of minor mucosal inflammation. Mesalazine has intestinal anti-inflammatory properties including cyclooxygenase and prostaglandin inhibition. The effects of mesalazine on postinfectious irritable bowel syndrome and noninfective irritable bowel syndrome patients are still unknown. Objective - To observe the effects of mesalazine on postinfectious irritable bowel syndrome and noninfective irritable bowel syndrome with diarrhea patients. Methods - Based on Rome III criteria, 61 irritable bowel syndrome with diarrhea patients (18 years old or more) were included in the evaluation. Patients were divided into two groups: postinfectious irritable bowel syndrome group, with 18 patients medicated with mesalazine 800 mg 3 times a day for 30 days; noninfective irritable bowel syndrome group, with 43 patients medicated with mesalazine 800 mg 3 times a day for 30 days. Symptom evaluations at baseline and after treatment were performed by means of a four-point Likert scale including stool frequency, stool form and consistency (Bristol Stool Scale), abdominal pain and distension (maximum score: 16; minimum score: 4). Results - Postinfectious irritable bowel syndrome group presented a statistically significant reduction of the total symptom score (P<0.0001). The stool frequency was significantly reduced (P<0.0001), and stool consistency, improved (P<0.0001). Abdominal pain (P<0.0001) and abdominal distension were significantly reduced (P<0.0001). Noninfective irritable bowel syndrome group presented a statistically significant reduction of total symptom score (P<0.0001). Also, the stool frequency was significantly reduced (P<0.0001) and stool consistency, improved (P<0.0001). Abdominal pain (P<0.0001) and abdominal distention were significantly reduced (P<0.0001). There was no statistical difference between postinfectious irritable bowel syndrome group and noninfective irritable bowel syndrome group on total symptom score results at 30th day of therapy with mesalazine 800 mg 3 times a day. (P = 0.13). Conclusion - Mesalazine reduced key symptoms of postinfectious irritable bowel syndrome and noninfective irritable bowel syndrome with diarrhea patients.
Palavras-chave: Enteropatias inflamatórias
Síndrome do intestino irritável
Mesalamina
Inflammatory bowel diseases
Irritable bowel syndrome
Mesalamine
País: Brasil
Unidade acadêmica: Faculdade de Medicina - FM (RG)
Citação: BAFUTTO, Mauro et al. Treatment of postinfectious irritable bowel syndrome and noninfective irritable bowel syndrome with mesalazine. Arquivos de Gastroenterologia, São Paulo, v. 48, n. 1, p. 36-40, Jan./Mar. 2011.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Identificador do documento: 10.1590/S0004-28032011000100008 
Identificador do documento: 10.1590/S0004-28032011000100008 
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/16977
Data de publicação: Mar-2011
Aparece nas coleções:FM - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Mauro Bafutto - 2011.pdf314,21 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons