Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/16982
Tipo do documento: Artigo
Título: Influência da morfina peridural na função pulmonar de pacientes submetidos à colecistectomia aberta
Título(s) alternativo(s): The influence of epidural morphine in the pulmonary function of patients undergoing open cholecystectomy
Autor: Ramos, Gilson Cassem
Pereira, Edísio
Gabriel Neto, Salustiano
Oliveira, Enio Chaves de
Rassi, Roberto Helou
Lemos Neto, Sílvio Pinheiro de
Resumo: JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Operações de abdome superior podem causar, no pós-operatório, disfunções ventilatórias. O obje- tivo do presente estudo foi avaliar a função pulmonar após colecis- tectomias laparoscópicas e abertas, com e sem morfina peridural. MÉTODO: Em estudo do tipo ensaio clínico duplamente encoberto e aleatório, 45 pacientes foram distribuídas em três grupos, GL, GA e GAM, de 15 componentes submetidas a colecistectomias. O gru- po GL foi operado pela via laparoscópica; enquanto GA e GAM, pela via aberta, sendo que este último recebeu morfina peridural. As pa- cientes realizaram espirometrias e gasometrias no pré- e no pós- operatório. A hipótese de igualdade de médias entre os grupos foi verificada utilizando-se a ANOVA. Quando os resultados apresen- taram diferença estatística significativa, realizava-se o teste de Tukey. A hipótese de igualdade de médias entre um mesmo grupo foi verificada por meio do teste t de Student emparelhado. O valor de p < 0,05 foi considerado significativo. RESULTADOS: As variáveis espirométricas no pré- e no pós-ope- ratório imediato: a) para capacidade vital forçada (CVF) GL versus GA (p = 0.000) e GL versus GAM (p = 0.000); para redução percentual da CVF GA versus GAM (p = 0,001); b) mesmos grupos entre si: GL para CVF (p = 0,020) e volume expiratório forçado em 1 segundo (VEF 1 ) (p = 0,022); GA para CVF (p < 0,001) e VEF 1 p < 0,001); e GAM para CVF (p = 0,007) e VEF 1 (p = 0,001). A pres- são arterial de oxigênio (PaO 2 ) reduziu em todos os grupos. CONCLUSÕES: Pode-se concluir que as menores disfunções ven- tilatórias ocorreram nas pacientes operadas pela via laparoscópica e que a morfina peridural reverteu, parcialmente, o distúrbio ven- tilatório pós-operatório de colecistectomia aberta. Unitermos: ANALGESIA, Pós-operatória: morfina peridural; CIRUR- GIA, Abdominal: colecistectomia aberta, colecistectomia videolapa- roscópica; COMPLICAÇÕES, Pós-operatória: atelectasia, disfunção diafragmática.
Abstract: BACKGROUND AND OBJECTIVES: Upper abdominal surgeries may cause postoperative respiratory dysfunction. The objective of this study was to evaluate the pulmonary function after laparoscopic and open cholecystectomies, with and without epidural morphine. METHODS: In this randomized, double-blind clinical trial, 45 pa- tients undergoing cholecystectomies were divided in three groups: GL, GA, and GAM, composed of 15 patients each. The GL group underwent laparoscopic surgery, while GA and GAM underwent open cholecystectomy, but the former received epidural morphine. Pre- and postoperative spirometry and arterial blood gases were performed. ANOVA was used to verify the hypothesis of equality of the means among the groups. When results were statistically sig- nificant, the Tukey test was performed. Paired test t Student was used to verify the hypothesis of equality within a group. A p < 0.05 was considered significant. RESULTS: The pre and immediately postoperative spirometry results were used to determine: a) forced vital capacity (FVC) in GL versus GA (p = 0.000) and GL versus GAM (p = 0.000); percentage of the reduction of FVC in GA versus GAM (p = 0.001); b) within each group: in GL, FVC (p = 0.020) and forced expiratory volume in 1 second (FEV 1 ) (p = 0.022); in GA, FVC (p < 0.001) and FEV 1 (p < 0.001); and in GAM, FVC (p = 0.007) and FEV 1 (p = 0.001). The arterial oxygen pressure (PaO 2 ) was reduced in all three groups. CONCLUSIONS: One can conclude that respiratory dysfunction was less severe in patients operated by laparoscopy and that epidural morphine reversed, partially, the postoperative ventilatory disturbances of open cholecystectomy.
Palavras-chave: Analgesia
Pós-operatória
Morfina peridural
Cirurgia
Abdominal
Disfunção diafragmática
Colecistectomia aberta
Colecistectomia videolaparoscópica
Complicações
Atelectasia
Pós-operatória
País: Brasil
Unidade acadêmica: Faculdade de Medicina - FM (RG)
Citação: RAMOS, Gilson Cassem et al. Influência da morfina peridural na função pulmonar de pacientes submetidos à colecistectomia aberta. Revista Brasileira de Anestesiologia, Rio de Janeiro, v. 57, n. 4, p. 366-381, 2007.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Identificador do documento: 10.1590/S0034-70942007000400004
Identificador do documento: 10.1590/S0034-70942007000400004
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/16982
Data de publicação: 2007
Aparece nas coleções:FM - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Gilson Cassem Ramos - 2007.pdf103,7 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons