Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/17000
Tipo do documento: Artigo
Título: Impacto da capacitação dos profissionais de saúde sobre o rastreamento do câncer do colo do útero em unidades básicas de saúde
Título(s) alternativo(s): Impact of training about cervical cancer screening on health professionals working in basic health care units
Autor: Amaral, Ariadne Ferreira
Araújo, Eduardo Silva
Magalhães, Juliana Cristina
Silveira, Erika Aparecida da
Tavares, Suelene Brito do Nascimento
Amaral, Rita Goreti
Resumo: OBJETIVO: Avaliar o impacto da capacitação dos profissionais envolvidos no rastreamento do câncer do colo do útero (CCU) em Unidades Básicas de Saúde (UBSs) do município de Goiânia (GO). MÉTODOS: Estudo de intervenção cujas variáveis estudadas foram: os dados pessoais da mulher, anamnese, exame clínico e identificação do profissional responsável pela coleta (informações contidas no formulário de requisição do exame citopatológico do colo do útero). A avaliação da capacitação dos profissionais foi realizada por meio da comparação dos formulários referentes ao período de janeiro de 2007 a abril de 2009, antes da capacitação, com os formulários de julho de 2010 a dezembro de 2012, após a capacitação. Para avaliar o resultado da capacitação foi utilizado o teste do χ 2 de Pearson, com nível de significância de 5%. RESULTADOS: Após a capacitação, houve aumento significativo da frequência de preenchimento da escolaridade, de 67,2 para 92,6% (p<0,001), do telefone, de 78,9 para 98,7% (p<0,001), da inspeção do colo, de 86,8 para 96,6% (p<0,001) e sinais sugestivos de doenças sexualmente transmissíveis (DST), de 80,8 para 93,5% (p<0,001). Houve redução da frequência de realização do exame no intervalo menor que um ano (p<0,001) e de um ano (p<0,001). Houve redução da frequência de realização do exame citopatológico em mulheres com menos de 25 anos de idade, de 22,0 para 17,9% (p<0,001). Houve um aumento significativo da proporção de amostras satisfatórias, de 70,4 para 80,2% (p<0,001). Foi verificada redução da ocorrência de fatores obscurecedores. A frequência de dessecamento foi de 2,9% antes da capacitação e de 2,0% após a capacitação (p<0,001). Houve um aumento da frequência de representação de células endocervicais, de 79,5 para 88,5% (p<0,001). CONCLUSÃO: Após a capacitação, houve melhora expressiva no preenchimento do formulário de requisição, na realização do exame citopatológico, conforme a periodicidade e a faixa etária preconizadas pelo Ministério da Saúde, e na adequabilidade da amostra.
Abstract: PURPOSE: To evaluate the impact of training professionals involved in the screening for cervical cancer in Basic Health Units in the city of Goiânia (GO). METHODS: This was and intervention study in which the following data contained in the cervical cytopathology test form were examined: the woman’s personal data, anamnesis, clinical examination and identification of the professional responsible for the collection. Professional training was evaluated by comparing the forms referring to the period from January 2007 to April 2009, before training, with the forms referring to the period from July 2010 to December 2012, after training. The Pearson χ 2 test was used to analyze the results of training, with the 5% level of significance. RESULTS: After training, there was a significantly increased frequency of recording patient schooling (from 67.2 to 92.6%, p<0.001), telephone number (from 78.9 to 98.7%, p<0.001), cervical inspection (from 86.8 to 96.6%, p<0.001), and signs suggestive of sexually transmitted diseases (from 80.8 to 93.5%, p<0.001). There was a reduction in the frequency of performing the exam within an interval of less than one year (p<0.001) and of one year (p<0.001). There was a reduction in the frequency of Pap smear testing in women under 25 years of age, from 22.0 to 17.9% (p<0.001). There was a significant increase in the proportion of satisfactory samples from 70.4 to 80.2% (p<0.001). A reduction of confounding factors was observed. The desiccation frequency was 2.9% before training and 2.0% after training (p<0.001). There was an increase in the frequency of representation of endocervical cells from 79.5 to 88.5% (p<0.001). CONCLUSION: After training, there was a significant improvement in completing the application form, the performance of such tests regarding frequency and the age range recommended by the Ministry of Health, and the adequacy of the sample.
Palavras-chave: Educação continuada
Prevenção & controle
Capacitação em serviço
Capacitação profissional
Capacitação de recursos humanos em saúde
Neoplasias do colo do útero
Diagnóstico
Education, continuing
Prevention & control
Inservice training
Uterine cervical neoplasms
Professional training
Diagnosis
Health human resource training
Uterine cervical neoplasms
Inservice training
País: Brasil
Unidade acadêmica: Faculdade de Medicina - FM (RG)
Citação: AMARAL, Ariadne Ferreira et al. Impacto da capacitação dos profissionais de saúde sobre o rastreamento do câncer do colo do útero em unidades básicas de saúde. Revista Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia, São Paulo, v. 36, n. 4, p. 182-187, 2014.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Identificador do documento: 10.1590/S0100-7203201400040004
Identificador do documento: 10.1590/S0100-7203201400040004
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/17000
Data de publicação: 2014
Aparece nas coleções:FM - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Ariadne Ferreira Amaral - 2014.pdf504,03 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons