Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/17331
Tipo do documento: Artigo
Título: Comparação das vazões de projeto pelo método racional e método tempo área para bacias urbanas do município de Goiânia – Go
Título(s) alternativo(s): Comparison of streamflow for rational method and time‐area method for urban basins in the city of Goiânia – Go
Autor: Seibt, Ana Carolina
Barbosa, Duane Izabel
Salgado, Aline de Arvelos
Formiga, Klebber Teodomiro Martins
Resumo: A ineficiência e o sub‐dimensionamento de alguns dispositivos de drenagem urbana refletem com precisão, a carência de estudos, quanto às vazões de projeto resultantes de precipitações. O presente trabalho resulta de uma análise comparativa de duas metodologias, método racional e tempo‐área, para a determinação das vazões de projeto em bacias. O estudo desenvolveu‐se sobre três bacias do município de Goiânia – GO com diferentes valores de área de drenagem (Córrego Ruivinho, Mingau e da Cruz). Com os dados da caracterização física da bacia, foi empregado um método de simulação que permitiu a obtenção das chuvas de projeto para diferentes tempos de retorno para as seções exutórias. Os valores encontrados para o método racional praticamente não variaram para as bacias em questão, pode‐se dizer que a diferença foi insignificante. Tal estudo demonstra que o método racional, tende a superestimar as vazões de projeto e não devem ser utilizados para bacias superiores a 1 km2 por não considerar a translação na bacia nem a forma da mesma.
Abstract: The inefficiency of some devices and undersizing urban drainage accurately reflect the lack of studies, regarding the design flows resulting from rainfall. This work results from a comparative analysis of two methods for determining the flow of design in urban and rural basins. The study was carried out on three basins in the city of Goiânia ‐ GO with different values of drainage area (Ruivinho, Mingau e da Cruz). With data from the physical characteristics of the basin was used a simulation method that yielded the design rainfall for different return periods for sections outfall. We then employed the rational methods and time‐area to determine the design flow. The values found for the rational method have not varied for the basins in question, one can say that the difference was insignificant. This study demonstrates that the rational method tends to overestimate the flows of the project and should not be used for basins exceeding 1 km2 for not considering the translation in the basin and the way of it.
Palavras-chave: Método racional
Método tempo‐área
Drenagem urbana
Rational method
Method time‐area
Urban drainage
País: Brasil
Instituição: Ricardo Prado Abreu Reis
Sigla da instituição: UFG
Unidade acadêmica: Escola de Engenharia Civil e Ambiental (EECA) - RG
Citação: SEIBT, Ana Carolina; BARBOSA, Duane Izabel; SALGADO, Aline de Arvelos; FORMIGA, Klebber Teodomiro Martins. Comparação das vazões de projeto pelo método racional e método tempo área para bacias urbanas do município de Goiânia – Go. Revista Eletrônica de Engenharia Civil, Goiânia, v. 4, n. 2, abr./jun. 2012. Disponível em: <https://www.revistas.ufg.br/reec/article/view/19513/11543>.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Identificador do documento: 10.5216/reec.v4i2.19513
Identificador do documento: 10.5216/reec.v4i2.19513
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/17331
Data de publicação: Jun-2012
Aparece nas coleções:EECA - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Ana Carolina Seibt - 2012.pdf1,34 MBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons