Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/17337
Tipo do documento: Artigo
Título: Pilares de concreto armado reforçados por meio de encamisamento
Título(s) alternativo(s): Reinforced concrete columns strengthened using jacketing
Autor: Pádua, Rafael Crissóstomo de
Liserre, Andréa Prado Abreu Reis
Silva, Áureo Ferreira da
Aguiar, Dilene Aires
Resumo: Os pilares são elementos estruturais responsáveis por transportar as ações dos pavimentos da obra para as fundações, e falhas em seu funcionamento afetam significativamente o desempenho da edificação como um todo. Para sanar estas falhas pode‐se reabilitar o pilar utilizando uma dentre as várias técnicas de reforço existentes. A técnica do encamisamento é uma das mais utilizadas no Brasil, e consiste na adição de concreto armado ou não, à seção transversal do elemento a ser reabilitado. Entretanto, ainda existem lacunas de conhecimento sobre esta técnica que precisam ser mais bem exploradas, a fim de ampliar a quantidade de profissionais preparados para lidar com este tipo de situação de forma segura e econômica. Para diminuir as incertezas sobre o comportamento de peças reabilitadas, neste trabalho analisou‐se o comportamento teórico experimental de 25 pilares reforçados por meio do encamisamento. Os pilares se diferenciavam em função de dois parâmetros: presença ou não de conectores (armadura de costura) ligando o substrato ao novo concreto adicionado nas faces reforçadas, e tipo de tratamento superficial realizado na junta antes da execução do reforço. Também foram analisadas as diferenças de resistência obtidas quando se executava o reforço em uma, duas, três, ou quatro faces do pilar. O comportamento experimental foi comparado com o teórico obtido seguindo prescrições de norma. Todos os pilares reforçados foram moldados em duas etapas, e ensaiados até a ruptura após o concreto do reforço atingir uma resistência adequada. Os resultados indicaram que a técnica de reforço estudada foi eficiente, pois todas as peças reforçadas tiveram uma capacidade portante maior que a do pilar original sem o reforço. Porém, mais estudos são necessários para definir melhor tipo de tratamento superficial a ser aplicado, bem como a maneira de quantificar a posição e o espaçamento dos conectores a serem fixados em pilares reforçados por esta técnica, uma vez que houve desplacamento entre os concretos do substrato e do reforço, mesmo existindo uma armadura de costura para melhorar a aderência entre estes materiais. * Contato
Palavras-chave: Pilar
Concreto armado
Reforço estrutural
Encamisamento
País: Brasil
Instituição: Ricardo Prado Abreu Reis
Sigla da instituição: UFG
Unidade acadêmica: Escola de Engenharia Civil e Ambiental (EECA) - RG
Citação: PÁDUA, Rafael Crissóstomo de; LISERRE, Andréa Prado Abreu Reis; SILVA, Áureo Ferreira da; AGUIAR, Dilene Aires. Pilares de concreto armado reforçados por meio de encamisamento. Revista Eletrônica de Engenharia Civil, Goiânia, v. 5, n. 1, p. 75-86, jul./set. 2012. Disponível em: <https://www.revistas.ufg.br/reec/article/view/20933/12295>.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Identificador do documento: 10.5216/reec.v5i1.20933
Identificador do documento: 10.5216/reec.v5i1.20933
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/17337
Data de publicação: Set-2012
Aparece nas coleções:EECA - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Rafael Crissóstomo de Pádua - 2012.pdf3,1 MBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons