Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/17483
Tipo do documento: Artigo
Título: “Tava morta e revivi”: significado de maternidade para adolescentes com experiência de vida nas ruas
Título(s) alternativo(s): “I was dead, but came back to life”: the meaning of motherhood for adolescent girls with a history of living in the streets
Autor: Gontijo, Daniela Tavares
Medeiros, Marcelo
Resumo: A descoberta da sexualidade entre as adolescentes que fazem das ruas seu espaço de sobrevivência geralmente é permeada pelo desconhecimento do próprio corpo, o que resulta, muitas vezes, em comportamentos de risco para a contaminação por doenças sexualmente transmissíveis e para a gravidez. O objetivo desta pesquisa foi identificar os significados atribuídos à maternidade por adolescentes com experiência de vida nas ruas que optaram por assumir o cuidado dos filhos fora das ruas. Com base na abordagem de pesquisa qualitativa, os dados foram coletados junto a adolescentes-mães abrigadas em uma instituição não-governamental, e analisados segundo a modalidade temática da análise de conteúdo. Os resultados foram discutidos por meio da categoria “a nova vida: mãe & filho”, mostrando que a experiência da maternidade é significada de forma positiva pelas adolescentes, sendo o filho entendido como o “salvador” de uma morte certa nas ruas, depositando nele as expectativas de um futuro melhor. A título de considerações finais, observamos no exercício da maternidade uma oportunidade de estabelecimento de novas formas de estar e se relacionar no mundo, sendo o processo de construção dessa maternidade terreno fértil para a intervenção de profissionais da saúde.
Abstract: The discovery of sexuality by adolescent girls living in the streets generally involves lack of knowledge about their own bodies, often resulting in risk behaviors for sexually transmitted diseases and pregnancy. This study aimed to identify the meanings ascribed to motherhood by teenage girls with a history of living in the streets and who chose to assume the care for their children, off the streets. Based on a qualitative methodology, data were collected from the adolescent mothers at a nongovernmental shelter and analyzed according to the content analysis modality. The results were discussed using the category “new life: mother & child”, showing that the adolescents ascribed a positive meaning to motherhood, with the child seen as both a “savior” from the mother’s certain death on the streets and a repository for the mother’s expectations for a better future. The article concludes by analyzing motherhood as an opportunity for establishing new ways of being in (and relating to) the world, with the construction of this motherhood process as a potentially fertile ground for intervention by health professionals.
Palavras-chave: Menores de rua
Gravidez na adolescência
Acontecimentos que mudam a vida
Homeless youth
Pregnancy in adolescence
Life change events
País: Brasil
Unidade acadêmica: Faculdade de Enfermagem - FEN (RG)
Citação: GONTIJO, Daniela Tavares; MEDEIROS, Marcelo. “Tava morta e revivi”: significado de maternidade para adolescentes com experiência de vida nas ruas. Cadernos de Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 24, n. 2, p. 469-472, fev. 2008.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Identificador do documento: 10.1590/S0102-311X2008000200026
Identificador do documento: 10.1590/S0102-311X2008000200026
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/17483
Data de publicação: Fev-2008
Aparece nas coleções:FEN - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Daniela Tavares Gontijo - 2008.pdf64,05 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons