Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/17614
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.creatorArraes, João Carlos Diniz-
dc.creatorTedesco, Roberto Carlos-
dc.creatorArraes, Tatiana Azevedo-
dc.creatorSilva, Elilson Batista da-
dc.creatorVentura, Alexandre Augusto Cabral de Mello-
dc.creatorÁvila, Marcos Pereira de-
dc.date.accessioned2019-06-05T15:53:31Z-
dc.date.available2019-06-05T15:53:31Z-
dc.date.issued2009-
dc.identifier.citationARRAES, João Carlos Diniz et al. Intravitreal bevacizumab in pigmented rabbit eyes: histological analysis 90 days after injection. Arquivos Brasileiros de Oftalmologia, São Paulo, v. 72, n. 5, p. 656-660, 2009.pt_BR
dc.identifier.issn0004-2749-
dc.identifier.issne- 1678-2925-
dc.identifier.urihttp://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/17614-
dc.description.abstractPurpose: To evaluate bevacizumab toxicity in neurosensorial retina and retinal pigment epithelium in pigmented rabbit eyes by means of histo- logical studies. Methods: Thirty eyes of fifteen rabbits were distributed into three groups: sham group (S), that received a 0.1 ml balanced saline solution (BSS) intravitreal injection (10 eyes); group 1, that received a 1.25 mg (0.1 ml) bevacizumab intravitreal injection (10 eyes); and group 2, that received a 2.5 mg (0.1 ml) bevacizumab intravitreal injection (10 eyes). Rabbits were sacrificed 90 days after the procedure and both eyes of each rabbit were enucleated. A histological examination of neurosen- sorial retina and retinal pigmented epithelium (RPE) was performed. Its morphological features and layer thickness were also analyzed. Results: No histological differences in neurosensorial retina or in retinal pig- mented epithelium were found and layer thickness did not differ signi- ficantly between balanced saline solution-injected eyes and bevacizu- mab-injected eyes. Conclusion: After a 90-day follow-up period, a single 1.25 or 2.5 mg bevacizumab intravitreal injection did not lead to toxic damage in the neurosensorial retina and retinal pigment epithelium of pigmented rabbit eyes, and it appears to be a safe procedure for retinal neovascular diseases.pt_BR
dc.language.isoengpt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectAngiogenesis inhibitorspt_BR
dc.subjectModels, animalpt_BR
dc.subjectMacular degenerationpt_BR
dc.subjectRabbitspt_BR
dc.subjectNeovascularization, pathologicpt_BR
dc.subjectRetina/drug effectspt_BR
dc.subjectMacula luteapt_BR
dc.subjectInjectionspt_BR
dc.subjectInibidores da angiogênesept_BR
dc.subjectModelos animaispt_BR
dc.subjectDegeneração macularpt_BR
dc.subjectNeovascularização patológicapt_BR
dc.subjectMacula luteapt_BR
dc.subjectRetina/efeito de drogaspt_BR
dc.subjectInjeçõespt_BR
dc.subjectCoelhospt_BR
dc.titleIntravitreal bevacizumab in pigmented rabbit eyes: histological analysis 90 days after injectionpt_BR
dc.title.alternativeBevacizumabe intravítreo em olhos de coelhos não albinos: análise histológica 90 dias após a injeçãopt_BR
dc.typeArtigopt_BR
dc.description.resumoObjetivos: Avaliar a toxicidade do bevacizumabe na retina neurossensorial e epitélio pigmentado da retina (EPR) em olhos de coelhos não albinos pelos estudos histológicos. Métodos: Trinta olhos de 15 coelhos foram distribuídos em três grupos: 10 olhos no grupo placebo (P), que recebeu uma injeção intravítrea de 0,1 ml de solução salina balanceada (SSB); 10 olhos no grupo 1, que recebeu uma injeção intra- vítrea de 1,25 mg (0,1 ml) de bevacizumabe; e 10 olhos no grupo 2, que recebeu uma injeção intravítrea de 2,5 mg (0,1 ml) de bevacizumabe. Os coelhos tiveram seus dois olhos enu- cleados sob anestesia geral e submetidos à eutanásia 90 dias após a injeção. Foi realizada avaliação histológica na retina neurossensorial e no epitélio pigmentado da retina e seus as- pectos morfológicos e espessuras das camadas retinianas fo- ram analisadas. Resultados: Não foi observada diferença signi- ficante entre a morfologia histológica e espessura das camadas retinianas entre o grupo P (SSB) e os grupos 1 e 2 (bevacizu- mabe 1,25 mg e 2,5 mg, respectivamente). Conclusão: Após um seguimento de 90 dias, uma única injeção intravítrea de beva- cizumabe com 1,25 e 2,5 mg não levou a danos histológicos na retina neurossensorial e epitélio pigmentado da retina em olhos de coelhos não albinos e parece ser um procedimento seguro para o tratamento das doenças neovasculares da retina.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.identifier.doi10.1590/S0004-27492009000500011-
dc.publisher.departmentFaculdade de Medicina - FM (RG)pt_BR
Aparece nas coleções:FM - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - João Carlos Diniz Arraes - 2009.pdf1,78 MBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons