Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/17725
Tipo do documento: Artigo
Título: Riscos ocupacionais em fonoaudiólogos de uma unidade hospitalar: um estudo-piloto
Autor: Guimarães, Valeriana de Castro
Barbosa, Maria Alves
Resumo: Este estudo-piloto teve como objetivo investigar os riscos ocupacionais a que estão sujeitos os fonoaudiólogos que atuam em unidade hospitalar. Trata-se de pesquisa transversal, realizada em um hospital escola integrante da rede pública da região centro-oeste do Brasil. A população constituiu-se de 4 fonoaudiólogos que atuam em variados locais do hospital: na realização de exames em ambulatórios, clínicas, maternidade e UTIs neonatal e de adultos. Os fonoaudiólogos entrevistados trabalham na unidade há mais de 7 anos, com formação profissional especializada em sua área de atuação. O instrumento utilizado para a coleta dos dados foi o questionário que investigava a ocorrência de acidentes e doenças ocupacionais entre os participantes do estudo. Detectou-se a existência de riscos químicos tais como os radioativos físicos a exemplo da lesão por esforço repetitivo (LER), biológicos por meio do contato com fluidos corpóreos, além da violência ocupacional. A preocupação com os acidentes ocupacionais está presente em 100% dos participantes do estudo, uma vez que os resultados demonstraram que todos os entrevistados já sofreram algum tipo de acidente ocupacional. As enfermidades infecto-contagiosas e a LER foram consideradas as doenças com maior probabilidade de ocorrência entre os participantes. Concluiu-se que assim como outros profissionais, os fonoaudiólogos estão expostos a riscos, sendo prevalentes a LER e a violência ocupacional. Este estudo confirma a necessidade da implantação de medidas preventivas como a adoção de exercícios intercalados nos horários de trabalho e estudos no sentido de se buscar alternativas capazes de reduzir as agressões sofridas pelos profissionais na instituição.
Abstract: The aim of this study is to investigate the occupational risks to which speech therapists are exposed in a hospital unit. It is a transversal research realized at a school hospital integrant of the public net of the center west region in Brazil. The population consisted of four speech therapists acting on different places at the hospital: on the realization of examinations in ambulatories, clinics, maternity and adult and neonatal ITUs. The therapists interviewed work at the unit for more than seven years and have specialized professional formation. The instrument used for the data collection was the questionnaire that investigated the occurance of accidents and occupational diseases among participants of the study. It was detected the existence of chemical risks such as with radioactivity, physical risks such as repetitive strain injury (RSI), biological risks as the contact with corporeal fluids, beyond the risks with occupational violence. All the participants of the study (100%) are concerned with the risks of occupational accidents, since the results showed that all the interviewed had already suffered some kind of occupational accident. The infections contagions illness and RSI were considered the disease with the higher probability of occurance among the participants. It was concluded that as well as other professionals, the speech therapists are exposed to risks with the prevalence of RSI and of occupational violence. This study confirms the necessity of the implantation of preventive measures such as the adoption of exercises inserted between working hours and of studies on the direction of searching alternatives capable of reducing aggressions suffered by professionals.
El estudio-piloto tuvo como objetivo investigar los riesgos ocupacionales a que están sujetos los fonoaudiólogos que actúan en unidad hospitalaria. Se trata de una investigación transversal, realizada en un hospital-escuela que forma parte de la red pública de la región centro oeste de Brasil. La población se constituyó de fonoaudiólogos que actúan en vários sectores del hospital: en la realización de exámenes en ambulatórios, clínicas, maternidad y en la unidad de terapia intensiva neonatal y de adultos. Los fonoaudiólogos entrevistados trabajan en la unidad hace más de 7 años, con formación profesional especializada en su área de actuación. El instrumento utilizado para la coleta de los datos fue el cuestionario que investigaba sobre la ocurrencia de accidentes y enfermedades ocupacionales entre los participantes del estudio. Se detectó la existencia de riesgos químicos tales como los radioactivos físicos a ejemplo de la lesión por esfuerzo repetitivo (LER), biológicos por medio del contacto con fluidos corporales, además de la violencia ocupacional. La preocupación con los accidentes ocupacionales está presente en 100% de los participantes del estudio, una vez que los resultados demostraron que todos los entrevistados ya sufrieron algún tipo de accidente ocupacional. Las enfermedades infecto-contagiosas y la lesión por esfuerzo repetitivo fueron consideradas las enfermedades con mayor probabilidad de ocurrencia entre los participantes. Se concluyó que, así como otros profesionales, los fonoaudiólogos están expuestos a riesgos, siendo prevalentes la lesión por esfuerzo repetitivo y la violencia ocupacional. Este estudio confirma la necesidad de la implantación de medidas preventivas como la adopción de ejercicios intercalados en los horários de trabajo y estudio para buscar alternativas capaces de reducir las agresiones sufridas por los profesionales en la institución.
Palavras-chave: Doença ocupacional
Acidente de trabalho
Riscos ocupacionais
Lesão por esforço repetitivo
Occupational disease
Work accident
Occupational risks
Repetitive strain injury
Enfermedad ocupacional
Accidente de trabajo
Riesgos ocupacionales
Lesión por esfuerzo repetitivo
País: Brasil
Unidade acadêmica: Faculdade de Enfermagem - FEN (RG)
Citação: GUIMARÃES, Valeriana C.; BARBOSA, Maria A. Riscos ocupacionais em fonoaudiólogos de uma unidade hospitalar: um estudo piloto. Distúrbios da Comunicação, São Paulo, v. 19, n. 3, p. 305-311, dez. 2007.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/17725
Data de publicação: Dez-2007
Aparece nas coleções:FEN - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Valeriana de Castro Guimarães - 2007.pdf250,73 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons