Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/17868
Tipo do documento: Artigo
Título: Leishmaniose visceral americana no Hospital Materno Infantil de Brasília - DF
Título(s) alternativo(s): American visceral leishmaniasis in the Brasilia Maternal Infantile Hospital (HMIB), Federal District
Autor: Destéfano, Jaqueline de Deus Costa
Garcíazapata, Marco Tulio Antonio
Resumo: Através de ficha padronizada, uma amostra representativa dos prontuários existentes no Serviço de Doenças Infecciosas e Parasitarias (DIP) do Hospital Materno Infantil de Brasília (HMIB) foi avaliada. A população alvo foi crianças de 0-9 anos, que apresentaram diagnóstico de Leishmaniose Visceral Americana (LVA). No final da pesquisa foram analisados 23 pacientes: Nos quais 56,52% eram do sexo masculino e 82,6% eram menores de cinco anos de idade. Nasceram em GO: 26,1% (6), BA: 26,1%, MA: 13,1% (3), MG: 4,3% (1), PI: 4,3%; e procederam de GO: 39,1% (9), DF: 21,7% (5), MG: 13,1% (3), BA: 13,1% (3), MA: 8,7% (2), AL 4,3% (1). O diagnóstico teve confirmação parasitológica (mielograma) em 65,25% (15) dos casos e sorológica em 8,7% (2). A alta hospitalar foi concedida em função da melhora do paciente em 56,6% (13), por cura clínica em 21,7% (5) e por transferência em 4,3% (1).Uma criança foi para óbito (4,3%). Estes dados reforçam a necessidade do conhecimento da dinâmica desta doença, numa área considerada até agora como não endêmica, pelos prováveis riscos de urbanização, devido à migração simultânea (constatada) de pessoas e seus reservatórios canídeos, ambos infectados, como à potencial dispersão geográfica da Lutzomyia longipalpis e/ou de outras espécies vetoras suspeitas.
Abstract: They were revised through standardized record, a representative sample of the existent promptuary in the Book of Registration of the Service of Infected-Parasitic disease of HMIB. The population objective was 0-9 year-old children that presented diagnosis of LVA, in the period from 01/09/98 to 01/09/00, except the month of January that no interned child was registered. In the end of the research 23 were analyzed patient: 56,52% (13) of the masculine sex, 82,6% are smaller of 5 years of age. They were born in GO: 26,1% (6), BA: 26,1%, MA: 13,1% (3), MG: 4,3% (1), PI: 4,3%; and they came from GO: 39,1% (9), DF: 21,7% (5), MG: 13,1% (3), BA: 13,1% (3), MA: 8,7% (2), AL 4,3% (1). THE diagnosis had confirmation parasitology in 65,25% (15) of the cases and serology in 8,7% (2). The high hospital was granted in function of the patient’s improvement in 56,6% (13), for clinical cure in 21,7% (5), transfer in 4,3% (1) and a child went to death. These data reinforce the need of the knowledge of the dynamics of this disease, in an area considered up to now I not eat endemic, for the probable urbanization risks, due to the simultaneous migration (verified) of people and its reservoirs canine, both infected, as to potential geographical dispersion of Lutzomyia longipalpis and/or of another species vectorial suspicion.
Palavras-chave: Calazar infantil
Brasília
Leishmaniose visceral
Infatile kalazar
American visceral leishmaniasis
Brasília
País: Brasil
Unidade acadêmica: Instituto de Patologia Tropical e Saúde Pública - IPTSP (RG)
Citação: COSTA, Jaqueline de Deus; GARCÍA-ZAPATA, Marco Tulio A. Leishmaniose visceral americana no Hospital Materno Infantil de Brasília - DF. Universitas: ciências da saúde, Brasília, DF, v. 1, n. 2, p. 2-7, 2003.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Identificador do documento: 10.5102/ucs.v1i2.515
Identificador do documento: 10.5102/ucs.v1i2.515
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/17868
Data de publicação: 2003
Aparece nas coleções:FM - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Jaqueline de Deus Costa Destéfano - 2003.pdf46,47 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons