Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/17948
Tipo do documento: Artigo
Título: Comparison GnRH agonist short protocol and GnRH antagonist in Brazilian normoresponder patients undergoing their first cycle of controlled ovarian stimulation
Título(s) alternativo(s): Comparação do protocolo curto do GnRH agonista e GnRH antagonista em pacientes brasileiras normo-respondedoras submetidas ao primeiro ciclo de estimulação ovariana controlada
Autor: Arruda, Jalsi Tacon
Approbato, Mario Silva
Maia, Mônica Canêdo Silva
Silva, Tatiana Moreira da
Mendonça, Carolina Rodrigues de
Ramos, Marisa de Sousa
Rodrigues, Shirley Ribeiro Cardoso
Brito, Maria Zelia Pires
Aguiar, Coracy Coelho de
Resumo: Objetivo: avaliar os resultados do agonista do hormônio liberador de gonadotrofinas (GnRH-ag) e do antagonis- ta do hormônio liberador de gonadotrofinas (GnRH-ant), utilizando dose diária fixa de FSH recombinante em pacientes brasileiras normo-respondedoras submetidas ao primeiro ciclo fertilização in vitro ou injeção intracito- plasmática de espermatozóides (FIV / ICSI). métodos: um total de 50 mulheres foram incluídas neste estudo retrospectivo comparativo. As pacientes foram estimuladas com 150 UI/dia de FSH recombinante (folitropina alfa). no grupo de GnRH-ag foi administra- da uma dose diária de acetato de leuprolide (protocolo curto 1 mg) desde o dia 1 do ciclo até ao dia da injeção de hCG. no grupo de GnRH-ant foi administrada uma dose diária de acetato de cetrorelix (0,25 mg) quando os folículos atingiram um diâmetro de >-14mm. Recombinante da gonadotrofina coriônica humana (250 μg rhCG) foi administrada quando havia pelo menos três folículos de 18 mm de diâmetro. Foram comparadas as carac- terísticas da estimulação e os resultados de ambos os protocolos. Resultados: dias de estimulação com FSH recombinan- te (11,0 vs. 9,24; p=0,0091), dose total de FSH recom- binante (2,094 vs. 1,365 UI; p<0,0001), dias utilizando GnRH (12,0 vs. 3,6; p<0,0001), e dose total de GnRH (1,2 vs. 0,9 mg; p=0,0001) foi menor no grupo antagonista do GnRH. O número de folículos (>-16mm) no dia da rhCG (6,76 vs. 4,64; p=0,04) foi maior no GnRH-ag. não houve diferenças nos outros parâmetros, no entan- to, o número de oócitos recuperados (5,92 vs. 4,16; p=0,06) foi maior no grupo do agonista do GnRH, mas a taxa de fertilização (49,1 vs. 70,8%; p=0,29) foi maior no antagonista do GnRH. As taxas de gravidez química e clínica foram semelhantes em ambos os grupos. Conclusão: a estimulação ovariana controlada tem um papel importante na reprodução humana e sabe-se que, em pacientes normo-respondedoras, o primeiro ciclo de tratamento expõe a paciente a um risco de uma resposta baixa ou excessiva. neste estudo GnRH-ag e GnRH-ant proporcionaram resultados comparáveis, mas no proto- colo antagonista foi menor o período de estimulação. Palavras-chave: GnRH agonista, GnRH antagonista, resposta ovariana normal, infertilidade.
Abstract: Objective: to evaluate the results of gonadotropin-rele- asing hormone agonist (GnRH-ag) and gonadotropin- -releasing hormone antagonist (GnRH-ant) using daily dose fixed of rFSH, in Brazilian normoresponder patients undergoing their first in vitro fertilization or intracyto- plasmic sperm injection (IVF/ICSI) cycle. methods: a total 50 women were included in this retros- pective comparative study. Patients were stimulated with standard 150 IU/day recombinant FSH (follitropin alfa). In group GnRH-ag a daily dose of leuprolide acetate (1 mg short protocol) was administered starting on day 1 of the cycle till the day of hCG injection. In GnRH-ant group a daily dose of cetrorelix acetate (0.25 mg) was administered when follicles reached a diameter of >- 14mm. Recombinant human chorionic gonadotropin (250 μg rhCG) was administered when at least three follicles of 18 mm in diameter were observed. Stimulation charac- teristics and outcome of both protocols were compared. Results: stimulation days with rFSH (11.0 vs. 9.24; p=0.0091), total doses of rFSH (2094 vs. 1365 IU; p<0.0001), GnRH using days (12.0 vs. 3.6; p<0.0001), and total doses of GnRH (1.2 vs. 0.9 mg; p=0.0001) was shorter in GnRH-antagonist group. The number of follicles (>-16mm) on day rhCG (6.76 vs. 4.64; =0.04) was higher in GnRH-ag group. There was no difference in the other parameters, nevertheless, the number oocytes retrieved (5.92 vs. 4.16; p=0.06) was higher in GnRH- -agonist group, but the fertilization rate (40.1 vs. 54.4 %; p=0.29) was higher in GnRH-antagonist group. The rates of chemical and clinical pregnancy were similar in two groups. Conclusion: controlled ovarian stimulation plays a major role in human reproduction and, it is well known that, even in normoresponders patients, the first treat- ment cycle exposes patients to a risk of either a low or an excessive ovarian response. In this study GnRH-ag and GnRH-ant provide comparable results, but antago- nist protocol was shorter period of stimulation.
Palavras-chave: GnRH agonist
Infertility
GnRH antagonist
Normal ovarian response
Agonista GnRH
Infertilidad
Antagonista GnRH
Respuesta ovárica normal
País: Brasil
Unidade acadêmica: Faculdade de Medicina - FM (RG)
Citação: ARRUDA, Jalsi Tacon et al. Comparison GnRH antagonist short protocol and GnRH antagonist in brazilian normoresponders patients undergoing their first cycle of controlled ovarian stimulation. Jornal Brasileiro de Reprodução Assistida, Brasília, DF, v. 17, n. 5, p. 304-309, Sept./Oct. 2013.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Identificador do documento: 10.5935/1518-0557.20130070
Identificador do documento: 10.5935/1518-0557.20130070
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/17948
Data de publicação: Out-2013
Aparece nas coleções:FM - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Jalsi Tacon Arruda - 2013.pdf165,64 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons