Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/18164
Tipo do documento: Artigo
Título: O efeito da musicoterapia na qualidade de vida e na pressão arterial do paciente hipertenso
Autor: Zanini, Claudia Regina de Oliveira
Jardim, Paulo Cesar Brandao Veiga
Salgado, Claudia Maria
Nunes, Mariana Cabral
Urzêda, Fabrícia Lanusse de
Carvalho, Marta Valeria Calatayud
Pereira, Dalma Alves
Jardim, Thiago de Souza Veiga
Souza, Weimar Kunz Sebba Barroso de
Resumo: Fundamento: A hipertensão arterial (HA) é uma doença de massa, com conseqüências para o aparelho cardiocirculatório, pois suas complicações elevam as taxas de morbi-mortalidade. Controlar a pressão arterial (PA) diminui complicações e pode preservar a qualidade de vida (QV) dos pacientes. Estudos mostram os efeitos positivos da música como coadjuvante no tratamento de diversas patologias. Objetivo: Avaliar o efeito da musicoterapia na QV e no controle da PA de pacientes hipertensos. Métodos: Realizou-se um ensaio clínico controlado que avaliou pacientes de ambos os sexos, maiores que 50 anos, HA estágio 1, em uso de medicação, matriculados em serviço multiprofissional para tratamento da HA. Divididos em grupos experimental (GE) e controle (GC). O GE, além do tratamento convencional, participou de sessões musicoterápicas semanais por doze semanas. O GC permaneceu sob tratamento padrão do serviço. Antes e após a intervenção foi aplicado nos dois grupos o questionário SF-36 e verificada a PA. A voz, importante elemento da comunicação, reflexo do estado físico, psíquico e emocional, foi o principal recurso utilizado. Estatística: testes t-Student e Wilcoxon (significantes p<0,05). Resultados: Os grupos eram inicialmente semelhantes quanto a sexo, idade, escolaridade e QV avaliada. Na comparação inicial e final dos pacientes do GE observamos melhora significativa na QV (p<0,05) e no controle da PA (p<0,05). Sem modificações na adesão. Conclusões: A musicoterapia contribuiu para a melhora da QV e do controle da PA, sinalizando que essa atividade pode representar um reforço na abordagem terapêutica em programas de atendimento multidisciplinar ao paciente hipertenso.
Abstract: Background: Arterial Hypertension (AH) is a mass disease, with consequences for the cardiocirculatory system, since its complications raise the rates of morbidity and mortality. Controlling blood pressure (BP) reduces complications and may preserve the quality of life (QOL) of patients. Studies show positive effects of music therapy as an adjuvant in the treatment of several diseases. Objective: To evaluate the effect of music therapy on the QOL and BP control of hypertensive patients. Methods: This was a controlled clinical study that evaluated patients of both genders, aged over 50 years, with stage 1 hypertension, in use of medication and enrolled in multidisciplinary service for treatment of hypertension. They were divided into an experimental group (EG) and a control group (CG). The EG, in addition to the conventional treatment, participated in weekly music therapy sessions for twelve weeks. The CG received the standard treatment of the service. Before and after the intervention, the SF-36 questionnaire was applied in both groups, and the BP of each patient was measured. The voice, an important element of communication, reflecting the patient’s physical, mental and emotional state, was the main resource used. Statistics: Student T-test and Wilcoxon test were considered significant at p <0.05. Results: The groups were initially similar in gender, age, education, and the assessed QOL. In the initial and final comparison of EG patients, we observed a significant improvement on the QOL (p <0.05) and BP control (p <0.05), with no change in adhesion. Conclusions: Music therapy has contributed to an improvement on the QOL and BP control of patients, suggesting that this activity may represent a therapeutic approach to help strengthen the programs of multidisciplinary care of hypertensive patients.
Palavras-chave: Hipertensão
Saúde pública
Musicoterapia
Terapia complementar
Qualidade de vida
Hypertension
Music therapy
Public health
Adjuvant treatment
Quality of life
País: Brasil
Unidade acadêmica: Faculdade de Medicina - FM (RG)
Citação: ZANINI, Claudia Regina de Oliveira et al. O efeito da musicoterapia na qualidade de vida e na pressão arterial do paciente hipertenso. Arquivos Brasileiros de Cardiologia, São Paulo, v. 93, n. 5, p. 534-540, nov. 2009.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Identificador do documento: 10.1590/S0066-782X2009001100015 
Identificador do documento: 10.1590/S0066-782X2009001100015 
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/18164
Data de publicação: Nov-2009
Aparece nas coleções:FM - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Claudia Regina de Oliveira Zanini - 2009.pdf1,27 MBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons