Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/18336
Tipo do documento: Artigo
Título: Conhecimento sobre o diagnóstico e rastreamento do câncer de mama entre os ginecologistas do Estado de Goiás (Brasil)
Título(s) alternativo(s): Knowledge diagnosis of on screening breast cancer and among gynecologists from Goiás state (Brazil)
Autor: Freitas Júnior, Ruffo de
Oliveira, Evelling Lorena Cerqueira de
Marinho, Eneida Ribeiro
Zampronha, Rossana de Araújo Catão
Pereira, Rubens José
Soares, Francisco Aquino
Resumo: O BJETIVOS . Avaliar o nível de conhecimento sobre o rastreamento e diagnóstico do câncer de mama entre os ginecolo- gistas do Estado de Goiás, Brasil. M ÉTODOS . Foi enviado um questionário contendo perguntas sobre a formação profissional e sobre o diagnóstico do câncer de mama, para os 427 sócios da Sociedade Goiana de Ginecologia e Obstetrícia, entre maio e julho de 1999. R ESULTADOS . Dos 427 questionários enviados, 26 (6%) foram devolvidos por endereçamento incorreto. Dos 401 médicos que receberam o questionário, 85 (21%) responderam e retornaram. Destes, 28% eram do sexo feminino, a média do tempo de profissão foi de 17 anos e 70% possuía a residência médica como maior titularidade. A média de idade foi de 44 anos. As taxas de respostas corretas foram: 94% sabiam o sinal mais freqüente do câncer de mama, 75% o melhor método para rastreamento, 88% o período de quando iniciar a mamografia, 93% a periodicidade da mamografia após os 50 anos e 83% sobre a indicação da ultra-sonografia complementar. O fato de o profissional ter cursado um programa de Residência Médica foi o único fator que influenciou na taxa de respostas corretas, se comparado àqueles que não cursaram. O sexo do profissional, portadores de Título de Especialista em gine- cologia e obstetrícia (TEGO) e a cidade de atuação não influencia- ram nas taxas de respostas corretas. C ONCLUSÕES . Os ginecologistas do Estado de Goiás que res- ponderam ao questionário têm um bom conhecimento sobre o rastreamento e diagnóstico do câncer de mama, sendo que apenas a Residência Médica influenciou na taxa de respostas corretas.
Abstract: Objectives. To evaluate the knowledge level on thhe screening and diagnosis of breast cancer among the gynecologists of the State of Goiás, Brazil. M ETHODS . Questionnaires containing profes- sional information and questions on breast cancer screening were posted for all the 427 gynecologists associated to the Goiás Society of Gynecology and Obstetrics, between May and July of 1999. R ESULTS . Of the 427 questionnaires, 26 (6%) were returned because incorrect mailing address. Of the 401 doctors who received the questionnaire, 85 (21%) answered and returned them back. Of these, 28% were female; the average of the profession time was of 17 years. The medical residence was the highest title level for 70%. The average age of the doctors was 44 years. The rates of correct answers were: 94% for the knowledge of the most frequent sign of breast cancer, 75% for the best method for screening, 88% for the period of when the mammography begins, 93% for the periodicity of the mammography after the 50 years and 83% about the indication of the complementary ultrasound. The doctors who have studied in a program of medical residence was the only factor that influenced the rate of correct answers, if compared to those that did not cursed it. The professional’s gender, the Title in Gynecology and Obstetrics Specialty (TEGO) holders and the city of work did not influence the rates of correct answers. C ONCLUSION . The gynecologists of the State of Goiás who answered the questionnaire have a good knowledge on the screening and diagnosis of breast cancer. Medical residence was the single factor that influenced the rate of correct answers.
Palavras-chave: Mama
Ensino médico
Câncer
Diagnóstico
Ginecologistas
Breast
Cancer
Gynecologist
Diagnosis
Medical education
País: Brasil
Unidade acadêmica: Faculdade de Medicina - FM (RG)
Citação: FREITAS JÚNIOR, Ruffo de et al. Conhecimento sobre o diagnóstico e rastreamento do câncer de mama entre os ginecologistas do Estado de Goiás (Brasil). Revista da Associação Médica Brasileira, São Paulo, v. 49, n. 3, p. 312-316, 2003.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Identificador do documento: 10.1590/S0104-42302003000300037
Identificador do documento: 10.1590/S0104-42302003000300037
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/18336
Data de publicação: 2003
Aparece nas coleções:FM - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Ruffo de Freitas Júnior - 2003 .pdf174,98 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons