Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/18466
Tipo do documento: Artigo
Título: Prevalência do tabagismo na polícia militar de Goiás
Título(s) alternativo(s): Smokin g prevalence in the military police of Goiás state
Autor: Freire, Cárita Régina da Silva
Lima, Ana Paula Lindoso
Barbosa, Eline Rozária Ferreira
Freire, Paula R. S.
Almeida, Suzy Darlen Soares de
Santana, Viviane
Falcao, Herika Gomes
Amaral, Waldemar Naves do
Resumo: OBJETIVO: Verificar a prevalência do tabagismo entre os Policiais Militares do Estado de Goiás. METODOLOGIA: Realizado um estudo retrospectivo transversal a partir dos registros contidos no banco de dados do Centro de Saúde Integral do Policial Militar (CSIPM), de 2009 a 2013. RESULT ADOS E DISCUSSÃO: Em 2009, 3458 policiais militares (PM) avaliados no CSIPM, 388 (10,0%) eram fumantes, 5 (0,1%) encontravam-se em tratamento para o tabagismo e 3458 (90,0%) não fumavam. Em 2010, 3196 PM avaliados, 300 (9,3%) fumantes, 6 (0,1%) em tratamento do tabagismo e 2896 ( 90,7%) não fumavam.Em 2011 4457 PM avaliados, 425 (9,5%), eram fumantes, 14 (0,3%) em tratamento do tabagismo e 4032 (90,5%) não fumavam. Em 2012 4664 PM avaliados, 396 (8,4%) fumantes, 18 (0,3%) em tratamento do tabagismo e 4268 (91,6%) não fumavam. Em 2013, 1026 PM avaliados, 67 (6,5%) fumantes, 2 (0,1%) em tratamento do tabagismo e 959 (93,5%) não fumavam. CONCLU SÃO: A prevalência do Tabagismo na PM foi maior no ano de 2009 (10%), sendo que em 2010 foi de 9,3%, em 2011 foi de 9,5% e em 2012 foi 8,4% e menor no ano de 2013 (6,5%). Observa-se que houve um decréscimo de PM tabagistas, mostrando que as políticas do governo de controle do tabagismo, como campanhas, aprovação de leis, tem conscientizado a população e influenciado na diminuição de fumantes.
Abstract: OBJECTIVE: To assess the prevalence of smoking among the Military Police of Goias State. METHODOLOGY: Conducted a cross-sectional retrospective study from the records contained in the Integral Health Center database of the Military Police (CSIPM) from 2009 to 2013. RESULT S AND DISCUSSION: In 2009, 3458 military police (MP) evaluated at CSIPM, 388 (10.0%) were smokers, 5 (0.1%) were in smoking cessation and 3458 (90.0%) did not smoke. In 2010, 3196 PM assessed, 300 (9.3%) smokers, 6 (0.1%) in smoking cessation and 2896 (90.7%) did not smoke. In 2011 4457 PM assessed, 425 (9.5%) were smokers, 14 (0.3%) in smoking cessation and 4032 (90.5%) did not smoke. In 2012 4664 PM assessed, 396 (8.4%) smokers, 18 (0.3%) in smoking cessation and 4268 (91.6%) did not smoke. In 2013, 1026 PM assessed, 67 (6.5%) smokers, 2 (0.1%) in smoking cessation and 959 (93.5%) did not smoke. CONCLU SION: The prevalence of smoking in the PM was higher in 2009 (10%) and lowest in 2013 (6.5%). We notice that there was a decrease of PM smokers, showing that government policies for tobacco control, such as campaigns, approval of laws, have allowed the population education and influenced the decrease in smoking.
Palavras-chave: Tabagismo
Centro de Saúde Integral do Policial Militar
Policiais militares
Smoking
Integral Health Center of Military Police
Military police
País: Brasil
Unidade acadêmica: Faculdade de Medicina - FM (RG)
Citação: FREIRE, Cárita Régina da Silva et al. Prevalência do tabagismo na polícia militar de Goiás. Revista Brasileira Militar de Ciências, Goiânia, v. 1, n. 1, p. 19-22, nov. 2015.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/18466
Data de publicação: Nov-2015
Aparece nas coleções:FM - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Cárita Régina da Silva Freire - 2015.pdf153,05 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons