Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/18489
Tipo do documento: Artigo
Título: Teleologia e liberdade
Autor: Silva, Márcia Zebina Araújo da
Resumo: Autores como Nicolai Hartmann (1944) afi rmam que a teleologia e a liberdade são conceitos contraditórios, por isso, o discurso teleológico não pode assinalar caminho algum à discussão da liberdade humana; pelo contrário, a doutrina de um télos apenas indica a existência de um mundo formado e predeterminado que interdita a realização da liberdade. Essa ideia nos parece bastante plausível, a ponto de invalidar qualquer busca de conciliação entre a ideia da fi nalidade e a da liberdade. Contudo, temos que ter presente que alguns fi lósofos, como Kant e Hegel, abordaram a teleologia como um conceito especulativo necessário para a compreensão da natureza e da ação livre do sujeito, de tal modo que sem a compreensão de um ordenamento da natureza segundo fi ns não seria possível pensar qualquer liberdade. Para discorrermos sobre este aparente paradoxo entre teleologia e liberdade e o uso que os autores supracitados fi zeram do mesmo, seguiremos o seguinte roteiro de análise: 1- aspectos gerais concernentes ao pensamento teleológico; 2- alguns elementos da teleologia kantiana; 3- as críticas de Hegel à teleologia kantiana.
País: Brasil
Unidade acadêmica: Faculdade de Filosofia - FAFIL (RG)
Citação: ZEBINA, Marcia. Teleologia e Liberdade. Especiaria: caderno de ciências humanas, Ilhéus, v. 11, n. 19, p. 271-288, jan./jun. 2008.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/18489
Data de publicação: Jun-2008
Aparece nas coleções:FAFIL - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Márcia Zebina Araújo da Silva - 2008.pdf290,25 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons