Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/18531
Tipo do documento: Artigo
Título: Gastrosquise - diagnóstico ecográfico
Título(s) alternativo(s): Gastroschisis: case report
Autor: Amaral, Alexandre Alcides Bezerra do
Blanco, Maurício
Amaral, Waldemar Naves do
Amaral Filho, Waldemar Naves do
Resumo: Objetivo: descrever dois casos de gastrosquise diagnosticados no pré-natal e seus desfechos perinatais. Metodologia: foram analisados prontuários de dois recém-nascidos, um do sexo masculino e outro do sexo feminino, diagnosticados com gastrosquise no pré-natal, que nasceram de cesariana no HC/FM/UFGO e receberam tratamento para correção do defeito por fechamento primário no mesmo dia do nascimento. Resultados: ambas as mães, primigestas, encaixam-se no grupo etário de maior risco para a gastrosquise. O defeito foi confirmado em sua apresentação clássica, à direita do cordão umbilical, estando esse normalmente inserido no momento da cesariana. O peso ao nascer foi de 2095g e 2500g para a menina e o menino, respectivamente. O menino necessitou de reanimação cardíaca. Embora a menina não tenha necessitado de reanimação cardíaca, seu escore CRIB foi de 46,2%. Os recém-nascidos foram operados pela técnica de redução primária no mesmo dia e admitidos em UTI neonatal. As principais complicações observadas foram sepse neoprecoce, laringite após a extubação e maior necessidade de assistência ventilatória para a recém-nascida; e oligúria severa, abdome globoso, tenso, com peristalse diminuída para o recém-nascido. Ambos ainda encontram-se sob tratamento intensivo no HC/FM/UFGO. Conclusão: ainda que a mortalidade associada à gastrosquise tenha diminuído de modo marcante nos últimos anos, a morbidade pós-operatória e a incidência de complicações permanecem elevadas.
Abstract: Objective: To describe two cases of gastroschisis diagnosed in the prenatal and their perinatal outcomes. Methodology: We analyzed medical records of two newborns, one male and one female, diagnosed with gastroschisis during the prenatal that were born by cesarean section in HC / FM / UFGO and received treatment to correct the defect by primary closure in same-day delivery. Results: Both mothers were primiparas and fit the age group at most risk for gastroschisis. The defect was confirmed in his classic presentation, the right side of the umbilical cord that was normally inserted at the time of cesarean section. Birth weight was 2095g and 2500g for girl and boy, respectively. The boy required cardiac resuscitation and although the girl had not needed this procedure, her CRIB score was 46.2%. Newborns were operated by primary reduction technique on the same day and admitted to the NICU. Major complications included sepsis neo precocious, laryngitis after extubation and increased need for ventilatory support for the female newborn, and severe oliguria, distended and tense abdomen, with decreased peristalsis for the male newborn. Both are still in intensive care at the HC / FM / UFGO. Conclusion: Although the mortality associated with gastroschisis has dropped markedly in recent years, postoperative morbidity and the incidence of complications remain high.
Palavras-chave: Gastroschisis
Risk factors
Prenatal diagnosis
Fetal malformation
Gastrosquise
Cesariana
Fatores de risco
Diagnóstico pré-natal
Malformação fetal
País: Brasil
Unidade acadêmica: Faculdade de Medicina - FM (RG)
Citação: AMARAL, Alexandre A. Bezerra do Amaral et al. Gastrosquise - diagnóstico ecográfico. RBUS: revista brasileira de ultra-sonografia, Goiânia, v. 12, p. 19-21, mar. 2013.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/18531
Data de publicação: Mar-2013
Aparece nas coleções:FM - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Alexandre Alcides Bezerra do Amaral - 2013.pdf188,37 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons