Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/18586
Tipo do documento: Artigo
Título: La preservación del patrimonio arqueológico en Brasil: un panorama sobre la actuación del Instituto del Patrimonio Histórico y Artístico Nacional (IPHAN)
Título(s) alternativo(s): The preservation of archaeological heritage in Brazil: an overview about the actions from National Historic and Artistic Heritage Institut (IPHAN)
A preservação do patrimônio arqueológico no Brasil: um panorama sobre a atuação do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN)
Autor: Saladino, Alejandra
Wichers, Camila Azevedo de Moraes
Resumo: No Brasil, desde 1937 o IPHAN é o órgão responsável, em instância federal, pela proteção e pela preservação do patrimônio arqueológico. Devido às suas primeiras escolhas e articulações interinstitucionais, pode seguir por uma trajetória onde as práticas e instrumentos de proteção não conseguiram de maneira eficiente a preservação daquela categoria de bem cultural. Neste artigo pretendemos apresentar um panorama sobre a atuação do IPHAN, com base na perspectiva do institucionalismo histórico, sublinhando os desafios e escolhas contemporâneas a partir de alguns exemplos, como a musealização da Casa da Princesa, em Pilar de Goiás. Nossa proposta é concentrar a análise em apenas uma dentre as representações patrimoniais que continuam ainda hoje sem claras políticas de preservação.
Abstract: Desde 1937, el IPHAN es el órgano responsable, en instancia federal, por la protección y preservación del patrimonio arqueológico del Brasil. Debido a sus primeras escojas y articulaciones interinstitucionales, pudo seguir por una trayectoria donde las prácticas e instrumentos de protección no lograran con gran eficiencia la preservación de aquella categoría de bien cultural. En este artículo pretendemos presentar un panorama sobre la actuación del IPHAN, bajo la perspectiva del institucionalismo histórico, subrayando los retos y escojas contemporáneos a partir de algunos ejemplos, como la musealización de la Casa de la Princesa, en Pilar de Goiás. Nuestro reto es centrar el análisis en apenas una entre las representaciones patrimoniales que siguen hoy en día sin claras políticas de preservación.
Since 1937, the IPHAN is the institution responsible at federal level for the protection and preservation of the archaeological heritage in Brazil. Since its first choose and interjoints, could follow a path where protection practices and tools with great efficiency not achieve the preservation of this category of cultural property. With this article we present an overview of the performance of IPHAN, from the perspective of historical institutionalism, underlining the contemporary challenges and choose from a specific case, the musealization of Princess House Museum, in Pilar de Goiás. Our challenge is focuses the analysis in only one of the heritage representations in Brazil that still nowadays don’t have clear politics of preservation.
Palavras-chave: Patrimonio arqueológico
Políticas de preservación del patrimonio
Instituto del Patrimonio Histórico y Artístico Nacional
Pilar de Goiás
Archaeological heritage
Heritage preservation politics
Institut of Historic and Artistic National Heritage
Patrimônio arqueológico
Políticas de preservação do patrimônio
Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional
País: Colombia
Unidade acadêmica: Faculdade de Ciências Sociais - FCS (RG)
Citação: WICHERS, Camila Azevedo de Moraes; SALADINO, Alejandra. La preservación del patrimonio arqueológico en Brasil: un panorama sobre la actuación del Instituto del Patrimonio Histórico y Artístico Nacional (IPHAN). Memorias: revista digital de história y arqueología desde el Caribe Colombiano, Barranquilla, v. 11, n. 27, p. 36-61, sept./dic. 2015.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/18586
Data de publicação: Dez-2015
Aparece nas coleções:FCS - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Alejandra Saladino - 2015.pdf1,42 MBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons