Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/18654
Tipo do documento: Artigo
Título: Genética da conservação de Cabralea canjerana (Vell.) Mart. (Meliaceae) em fragmentos florestais de Mata Atlântica na apa Fernão Dias
Título(s) alternativo(s): Conservation genetics of Cabralea canjerana (Vell.) Mart. (Meliaceae) in Atlantic Forest fragments of Fernão Dias epa
Autor: Melo, Arthur Tavares de Oliveira
Coelho, Alexandre Siqueira Guedes
Pereira, Marlei Ferreira
Blanco, Angel José Vieira
Franceschinelli, Edivani Villaron
Resumo: A Mata Atlântica é o bioma brasileiro mais severamente afetado pela fragmentação ambiental. A análise da estruturação da diversidade genética, assim como de características demográficas e quantitativas, permite inferir parâmetros populacionais importantes para os programas de conservação de espécies ameaçadas. Cabralea canjerana ssp. canjerana (Meliaceae) é uma espécie arbórea dioica considerada modelo para estudos de conservação da Mata Atlântica. Cento e oitenta e três indivíduos de oito subpopulações de C. canjerana foram coletados em fragmentos florestais na Área de Proteção Ambiental (APA) Fernão Dias, no Sul do Estado de Minas Gerais, Brasil. Utilizando marcadores microssatélites, a diversidade genética foi estimada e contrastada com medidas quantitativas e medidas geográficas dessas oito subpopulações. Elevados níveis de diversidade genética foram encontrados. Uma porção pequena, porém significativa, da variância genética total está estruturada entre as populações (θ = 0,053), que foram estruturadas em dois grupos distintos. As estimativas dos níveis de diversidade genética nas populações localizadas acima de 1.800 m de altitude foram maiores, corroborando a importância dessas populações na manutenção da diversidade genética. A densidade populacional observada também foi maior nos fragmentos de maior altitude (r = 0,849; p-valor = 0,007). Não houve correlação significativa entre as variáveis fenotípicas (altura dos indivíduos e diâmetro a 1,50 m acima do solo) e as medidas de diversidade genética. Esforços conservacionistas para que aumentem o fluxo gênico entre esses fragmentos florestais devem ser estimulados, principalmente entre os fragmentos de baixa altitude e os fragmentos de elevada altitude. É comprovado que populações situadas em elevadas altitudes possuem maior número de indivíduos por hectare e, portanto, maiores índices de diversidade genética. Essas áreas podem ser tratadas como repositório de diversidade genética, e sua manutenção é de extrema importância. O Código Florestal brasileiro determina que essas áreas acima de 1.800 m de altitudes sejam consideradas Áreas de Proteção Permanente (APP).
Abstract: The Atlantic Forest is the biome that is most severely affected by environmental fragmentation. The analysis of genetic diversity structure and demographic and quantitative characteristics allow us to estimate important population parameters to use in conservation programs of endangered species. Cabralea canjerana ssp. canjerana (Meliaceae) is a dioecious tree species that can be considered as a model for Atlantic Forest conservation studies. One hundred and eighty three individuals of eight C. canjerana subpopulations were randomly sampled in forests fragments of the Environmental Protection Area (EPA) Fernão Dias, in Southern Minas Gerais State, Brazil. Using microsatellite markers, the genetic diversity was estimated and contrasted with quantitative and geographic traits of these eight subpopulations. High levels of genetic diversity were found. A small, but significant, portion of the total genetic variance is structured among the subpopulations (θ = 0.053), structured in two different groups. The estimates of the levels of genetic diversity were higher in populations above 1,800 meters of altitude, corroborating with the importance of these populations in the maintenance of genetic diversity. The population density observed was also higher in high altitude fragments (r = 0.849; p-value = 0.007). There was no significative correlation between phenotypic variables (height of individuals and stem diameter) and genetic diversity measures. Conservationist efforts that improve gene flow between these forest fragments must be stimulated, mainly between fragments of higher altitude and fragments of lower altitude. It is shown that populations located at high altitudes have a greater number of individuals per hectare and, therefore, higher levels of genetic diversity. These areas may be treated as repository of genetic diversity and its maintenance is extremely important. The Brazilian Forest Code determines that these areas above 1,800 meters altitude are considered as Permanent Protection Areas (PPA).
Palavras-chave: Mata Atlântica
Diversidade genética
Conservação biológica
Brazilian Atlantic Forest
Genetic diversity
Biological conservation
País: Brasil
Unidade acadêmica: Escola de Agronomia - EA (RG)
Citação: MELO, Arthur Tavares de Oliveira et al. Genética da conservação de Cabralea canjerana (Vell.) Mart. (Meliaceae) em fragmentos florestais de mata atlântica na apa Fernão Dias. Revista Árvore, Viçosa, v. 39, n. 2, p. 365-374, mar./abr. 2015.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Identificador do documento: 10.1590/0100-67622015000200016
Identificador do documento: 10.1590/0100-67622015000200016
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/18654
Data de publicação: Abr-2015
Aparece nas coleções:EA - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Arthur Tavares de Oliveira Melo - 2015.pdf535,52 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons