Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/18720
Tipo do documento: Artigo
Título: Detection of virulence factors and antimicrobial resistance patterns in shiga toxin-producing Escherichia coli isolates from sheep
Título(s) alternativo(s): Detecção de fatores de virulência e de resistência antimicrobiana em isolados produtores de toxina Shiga de ovinos
Autor: Ferreira, Marcos Roberto Alves
Silva, Talícia dos S.
Stella, Ariel Eurides
Conceição, Fabricio R.
Reis, Edésio Fialho dos
Moreira, Cecília Nunes
Resumo: A fim de detectar os fatores de virulência em isolados de E. coli produtoras de toxina Shiga (STEC) e investigar o perfil de resistência aos antimicrobianos, swabs retais foram coletados em ovelhas saudáveis das raças Santa Inês e Dorper. Dos 115 isolados de E. coli obtidos, 78,3% (90/115) foram caracterizados como STEC, dos quais 52,2% (47/90) possuíam o gene stx1, 33,3% (30/90) stx2 e 14,5% (13/90) ambos os genes. Em busca de fatores de virulência, 47,7% e 32,2% dos isolados apresentaram genes saa e cnf1. De acordo com a análise do perfil de resistência a antimicrobianos, 83,3% (75/90) eram resistentes a pelo menos um dos antibióticos testados. Na classificação filogenética, os isolados foram agrupados 24,4% (22/90) no grupo D (patogênico), 32,2% (29/90) no grupo B1 (comensal) e 43,3% (39/90) no grupo A (comensal). A presença de vários fatores de virulência, bem como o elevado número de isolados multirresistentes encontrados neste estudo apoia a afirmação de que as ovelhas são portadoras potenciais de patógenos que ameaçam a saúde pública.
Abstract: In order to detect virulence factors in Shiga toxin-producing Escherichia coli (STEC) isolates and investigate the antimicrobial resistance profile, rectal swabs were collected from healthy sheep of the races Santa Inês and Dorper. Of the 115 E. coli isolates obtained, 78.3% (90/115) were characterized as STEC, of which 52.2% (47/90) carried stx1 gene, 33.3% (30/90) stx2 and 14.5% (13/90) both genes. In search of virulence factors, 47.7% and 32.2% of the isolates carried the genes saa and cnf1. According to the analysis of the antimicrobial resistance profile, 83.3% (75/90) were resistant to at least one of the antibiotics tested. In phylogenetic classification grouped 24.4% (22/90) in group D (pathogenic), 32.2% (29/90) in group B1 (commensal) and 43.3% (39/90) in group A (commensal). The presence of several virulence factors as well as the high number of multiresistant isolates found in this study support the statement that sheep are potential carriers of pathogens threatening public health.
Palavras-chave: Escherichia coli
STEC
Multiresistant isolates
Molecular characterization
Phylogenetic
Escherichia coli,
Isolados multirresistentes
Caracterização molecular
Filogenético
País: Brasil
Unidade acadêmica: Escola de Agronomia - EA (RG)
Citação: FERREIRA, Marcos R. A. et al. Detection of virulence factors and antimicrobial resistance patterns in shiga toxin-producing Escherichia coli isolates from sheep. Pesquisa Veterinária Brasileira, Rio de Janeiro, v. 35, n. 9, p. 775-780, Sept. 2015.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Identificador do documento: 10.1590/S0100-736X2015000900002
Identificador do documento: 10.1590/S0100-736X2015000900002
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/18720
Data de publicação: Set-2015
Aparece nas coleções:EA - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Marcos Roberto Alves Ferreira - 2015.pdf361,35 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons