Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/18749
Tipo do documento: Artigo
Título: Consumo de álcool entre vítimas de acidentes e violências atendidas em serviços de emergência no Brasil, 2006 e 2007
Título(s) alternativo(s): Alcohol-related injuries in emergency departments in Brazil, 2006 and 2007
Autor: Mascarenhas, Márcio Dênis Medeiros
Malta, Deborah Carvalho
Silva, Marta Maria Alves da
Carvalho, Cynthia Gazal
Monteiro, Rosane Aparecida
Morais Neto, Otaliba Libânio de
Resumo: O consumo excessivo de bebidas alcoólicas e as causas externas de morbimortalidade são grandes problemas de saúde pública no mundo. Este estudo tem como objetivo descrever a frequência de referência à ingestão de bebida alcoólica entre os atendimentos de emergência por causas externas a partir do Sistema de Vigilância de Violências e Acidentes em Serviços Sentinelas (VIVA). Realizou-se estudo de corte transversal, com amostra intencional, em serviços específicos de emergência durante um mês de 2006 e 2007. Vítimas de violências e acidentes foram entrevistadas por meio de formulário elaborado pelo Ministério da Saúde. Os dados foram processados e analisados no programa Epi Info 3.5.1. Referência à suspeita de uso de álcool foi maior entre as vítimas de violência (37,9%) em relação às vítimas de acidentes (8%). Dentre os atendimentos por violência, maior referência ao consumo de álcool foi registrada entre vítimas do sexo masculino (43,7%), idade de 20 a 39 anos (45,3%), negros (40,5%), baixa escolaridade (40,3%), ocorrência em bares (78,2%) e vias públicas (39,5%). Houve maior ingestão de álcool entre as vítimas de agressões (39,1%), tentativas de suicídio (25,4%), acidentes de transporte (16,8%) e quedas (5,9%).
Abstract: Alcohol-related injuries are an important public health issue worldwide. The objective of this study was to describe the epidemiology of alcohol intake perceived by interviewers among injury victims seen at emergency departments in selected Brazilian cities. Cross-sectional data were collected from the injury surveillance system based on sentinel health services recently implemented in the country through intentional sampling in 2006 and 2007 and analyzed in Epi Info 3.5.1. Alcohol intake perception was higher in violence-related injuries than in unintentional injuries (37.9% versus 8%). For violence- related injuries, highest proportions of alcohol intake perception were observed among males (43.7%), 20 to 39 years old (45.3%), blacks (40.5%), and low schooling level victims (40.3%). Settings where these injuries occurred with the highest concerned proportions were taverns (78.2%) and public places (39.5%). Higher alcohol intake perception was observed in assaults (39.1%), suicide attempts (25.4%), transport-related injuries (16.8%), and falls victims (5.9%).
Palavras-chave: Emergency service
Accidents
Alcohol
Injuries
External causes
Atendimento de emergência
Álcool
Acidentes
Lesões
Causas externas
País: Brasil
Unidade acadêmica: Instituto de Patologia Tropical e Saúde Pública - IPTSP (RG)
Citação: MACARENHAS, Márcio Dênis Medeiros; MALTA, Deborah Carvalho; SILVA, Marta Maria Alves da; CARVALHO, Cynthia Gazal; MONTEIRO, Rosane Aparecida; MORAIS NETO, Otaliba Libânio de. Consumo de álcool entre vítimas de acidentes e violências atendidas em serviços de emergência no Brasil, 2006 e 2007. Ciência e Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v. 14, n. 5, p. 1789-1796, 2009.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Identificador do documento: 10.1590/S1413-81232009000500020
Identificador do documento: 10.1590/S1413-81232009000500020
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/18749
Data de publicação: 2009
Aparece nas coleções:IPTSP - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Márcio Dênis Medeiros Mascarenhas - 2009.pdf48,26 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons