Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/18765
Tipo do documento: Artigo
Título: Influência do comprimento e tratamento superficial de fibras de vidro na resistência flexural de barras de resina acrílica
Título(s) alternativo(s): Influence of fiber glass size and surface treatment on flexural strength of acrylic resin bars
Autor: Fonseca, Rodrigo Borges
Kasuya, Amanda Vessoni Barbosa
Favarão, Isabella Negro
Miotto, Janaína Castilho
Lopes, Lawrence Gonzaga
Resumo: Objetivo: O presente trabalho avaliou a resistência flexural em barras de resina acrílica variando o tratamento superficial e o comprimento das fibras de vidro. Material e Método: Nove grupos experimentais foram criados (N=10), tendo como fatores em estudo o comprimento da fibra de vidro pura (Unidirecional 23 mm (Uni23) e Picotada 3 mm (Pic3)) e o tipo de tratamento de superfície (sem tratamento (Crtl), silanização (Sil), impregnação com adesivo a base de bisGMA (Imp) e silanização + impregnação com adesivo a base de bisGMA (Imp/Sil)). Amostras (25x2x2 mm) foram produzidas e testadas a 0,5 mm/ min obtendo-se os valores de resistência flexural em Mpa. Resultados: A análise estatística demonstrou diferença significante (p= 0,001) para os fatores: tratamento superficial (Imp: 297,95 ± 73,86A; Sil/Imp: 265,3 ± 64,21AB; Sil: 229,2 ± 72,47B; Controle: 164,9 ± 34,92C) e comprimento de fibra (Uni23: 266,5 ± 89,57a; Pic3: 212,17 ± 57,31b). A interação entre os dois em fatores em estudo não apresentou diferença estatisticamente significante (p= 0,098). Conclusão: As fibras de vidro, independente do seu comprimento, promovem o reforço significativo de resinas acrílicas quando tratadas superficialmente com adesivo bis-GMA, silano ou a combinação de ambos.
Abstract: Objective: This study evaluated the flexural strength of acrylic resin bars by varying the surface treatment and the length of glass fiber. Material and Methods: Nine experimental groups were established (N = 10), with factors in study the length of the pure glass fiber (Unidirectional 23mm (Uni23) and short 3mm (Pic3)) and the type of surface treatment (untreated (Ctrl), silanization (Sil), impregnation with BisGMA adhesive (Imp) and silanization + impregnation with BisGMA adhesive (Imp / Sil)). Samples (25x2x2 mm) were produced and tested at 0.5 mm / min ontaining flexural strength values in MPa. Results: Statistical analysis showed a significant difference (p = 0.001) for the factors: surface treatment (Imp: 297.95 ± 73.86 A; Sil / Imp: 265.3 ± 64.21 AB; Sil: 229.2 ± 72.47 B; control: 164.9 ± 34.92 C) and fiber length (Uni23: 266.5 ± 89.57 a; Pic3: 212.17 ± 57.31 b). The interaction between the two factors in the study showed no statistically significant difference (p = 0.098). Conclusion: Glass fibers, independent of its length, promotes a significant reinforcement of acrylic resins when its surface are treated with bis- -GMA adhesive, silane or a combination of both.
Palavras-chave: Resistência de materiais
Fibras de vidro
Resinas acrílicas
Material resistance
Acrylic resins
Glass fibers
País: Brasil
Unidade acadêmica: Faculdade de Odontologia - FO (RG)
Citação: FONSECA, Rodrigo B. Fonseca et al. Influência do comprimento e tratamento superficial de fibras de vidro na resistência flexural de barras de resina acrílica. Robrac: revista odontologica do Brasil Central, Goiânia, v. 21, n. 61, p. 76-79, 2013.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/18765
Data de publicação: 2013
Aparece nas coleções:FO - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Rodrigo Borges Fonseca - 2013.pdf677,42 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons