Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/18768
Tipo do documento: Artigo
Título: Padrão de atividade física em adultos brasileiros: resultados de um inquérito por entrevistas telefônicas, 2006
Título(s) alternativo(s): Physical activities pattern among brazilian adults: results of phone survey, 2006
Autor: Malta, Deborah Carvalho
Moura, Erly Catarina de
Castro, Adriana Miranda de
Cruz, Danielle Keylla Alencar
Morais Neto, Otaliba Libânio de
Monteiro, Carlos Augusto
Resumo: O estudo descreve as características do padrão de atividade física da população adulta das capitais de Estados brasileiros e do Distrito Federal em 2006. Os dados foram coletados pelo sistema de vigilância de fatores de risco e proteção para doenças crônicas por inquérito telefônico (Vigitel) em uma amostra probabilística da população com 18 ou mais anos de idade (n=54.369). Foram analisados dois indicadores: ativo no lazer; e sedentário. Os indivíduos ativos no lazer foram 14,9%, a maioria homens. A caminhada é a modalidade mais comum, para ambos os sexos. A freqüência de ativos no lazer aumenta com a escolaridade e diminui com a idade. O sedentarismo já atingiu 29,2% da população adulta, com maior freqüência no sexo masculino, e aumenta com a idade e com a escolaridade. O perfil de atividade física é insatisfatório em todas as cidades, o que determina a necessidade de mais esforços no estímulo à prática da atividade física.
Abstract: This report describes the characteristics of physical activities pattern among adult population of Brazilian State Capitals and the Federal District in 2006. Data was collected through the surveillance system of risk and protection factors for chronic diseases by telephone inquiry (Vigitel) in a probabilistic sample of 54,369 individuals aged 18 years and older. We analyzed two indicators: leisure time physical activity; and sedentariness. The frequency of individuals active in leisure was just of 14.9%, greater among men. Walking is the most common modality for both sex. Frequency of leisure active life increases with education, and decreases with age. Sedentary life affects 29.2% of adult population, more frequently males. The physical activity profile is not satisfactory in all cities, which determines the need for more efforts to stimulate the practice of physical activity.
Palavras-chave: Brasil
Atividade motora
Atividades no lazer
Doenças crônicas não transmissíveis
Inquérito em saúde
Entrevistas telefônicas
Sedentarismo
População urbana
Brazil
Motor activity
Leisure activities
Non communicable diseases
Health survey
Telephone inquiry
Sedentariness
Urban population
País: Brasil
Unidade acadêmica: Instituto de Patologia Tropical e Saúde Pública - IPTSP (RG)
Citação: MALTA, Deborah Carvalho et al. Padrão de atividade física em adultos brasileiros: resultados de um inquérito por entrevistas telefônicas, 2006. Epidemiologia e Serviços de Saúde, Brasília, v. 18, n.1, p. 7-16, 2009.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Identificador do documento: 10.5123/S1679-49742009000100002
Identificador do documento: 10.5123/S1679-49742009000100002
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/18768
Data de publicação: Mar-2009
Aparece nas coleções:IPTSP - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Deborah Carvalho Malta - 2009.pdf240,58 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons