Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/18812
Tipo do documento: Artigo
Título: Multiplicação e enraizamento in vitro de gabirobeira
Título(s) alternativo(s): Multiplication and in vitro rooting of Campomanesia adamantium CAMB
Autor: Rossato, Marieli
Schumacher, Pedro Vitor
Costa Neto, Antônio Paulino da
Souza, Geiciane Cintra de
Reis, Edésio Fialho dos
Stein, Vanessa Cristina
Resumo: Objetivou-se avaliar a influência dos reguladores de crescimento BAP, AIB, ANA e AIA na propagação de Gabirobeira. Foram utilizados segmentos nodais provenientes de plântulas mantidas in vitro ao quarto subcultivo (subcultivos de 40 em 40 dias). Empregou-se meio de cultura WPM, acrescido de 30 g L-1 de sacarose, 7 g L-1 de ágar e 0,9 mM de PVP. Para a indução de brotações, foram adicionadas diferentes concentrações (0; 0,25; 0,5; 1,0 e 2,0 mg L-1) de BAP. Para a indução de rizogênese foram utilizadas diferentes concentrações (0; 0,5; 1,0; 1,5 e 2,0 mg L-1) de AIB, ANA ou AIA. Os explantes foram mantidos em sala de crescimento com intensidade luminosa de 43 µmol m-2 s-1 e temperatura de 25 ºC. Adotou-se o delineamento inteiramente casualizado com 5 repetições (cada repetição com três tubos). Para análise de comprimento da maior brotação o experimento foi conduzido em esquema fatorial 2x5 (dois ambientes e cinco concentrações). Para a variável brotação, taxa de multiplicação e folhas não apresentaram diferença significativa, porém comprimento da maior brotação apresentou maior médias com 1,0 mg L-1 de BAP quando induzida no escuro. Foi possível obter rizogênese somente aos 40 dias de cultivo, porém os resultados não foram significativos. A concentração de BAP indicada para indução de brotações é de 1,0 mg L-1 mantida no escuro. Não foi possível obter protocolo eficiente para rizogênese.
Abstract: The aim of this work was to evaluate the influence of growth regulators BAP, IBA, NAA and IAA in the propagation of Campomanesia adamantium CAMB. Nodal segments from seedlings maintained in vitro at the fourth subculture (subculture 40 to 40 days) were used. WPM culture medium supplemented with 30 g L-1 sucrose, 7 g L-1 agar and 0.9 mM PVP was used. For shoot induction, different concentrations (0; 0.25; 0.5; 1.0 and 2.0 mg L-1) of BAP were tested. For root induction, different concentrations (0.5; 1.0; 1.5 and 2.0 mg L-1) of IBA, NAA and IAA were used. The explants were maintained in growth room with light intensity of 43 µmol m-2 s-1 and a temperature of 25 ºC. We used a completely randomized design with 5 replicates (each replicate with three tubes). For shoot length, analysis of the experiment was conducted in a factorial 2x5 (two evironments and five concentrations). For the shoot variable, multiplication rate and leaves presented no significant difference, but the length shoot showed the highest average using 1.0 mg L-1 BAP when induced in the dark. Results for root number were not significant. The concentration indicated for shoot induction is 1.0 mg L-1 BAP maintained in the dark for elongation. No efficient protocol for root formation was obtained.
Palavras-chave: Micropropagação
Regulador de crescimento
Segmentos nodais
Micropropagation
Growth regulatior
Nodal segments
País: Brasil
Unidade acadêmica: Escola de Agronomia - EA (RG)
Citação: ROSSATO, Marieli et al. Multiplicação e enraizamento in vitro de gabirobeira. Plant Cell Culture & Micropropagation, Lavras, v. 11, n. 2, p. 70-77, 2015.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/18812
Data de publicação: 2015
Aparece nas coleções:EA - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Marieli Rossato - 2015.pdf861,31 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons