Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/18832
Tipo do documento: Artigo
Título: Atendimentos decorrentes de queimaduras em serviços públicos de emergência no Brasil, 2009
Título(s) alternativo(s): Public hospital emergency department visits due to burns in Brazil, 2009
Autor: Gawryszewski, Vilma Pinheiro
Bernal, Regina Tomie Ivata
Silva, Nilza Nunes da
Morais Neto, Otaliba Libânio de
Silva, Marta Maria Alves da
Mascarenhas, Márcio Dênis Medeiros
Sá, Naiza Nayla Bandeira de
Monteiro, Rosane Aparecida
Malta, Deborah Carvalho
Resumo: O objetivo foi analisar os atendimentos por queimaduras em serviços de emergência, e fatores associados. Estudo transversal de 761 atendimentos coletados pelo Sistema de Vigilância de Violências e Acidentes em 2009. A maioria foi do sexo masculino (58,6%); adultos de 30 a 49 anos (23,1%) e crianças de 0 a 9 anos (23%). A residência foi o local de ocorrência mais frequente (62,1%), especialmente para crianças e mulheres; em seguida comércio, serviços, indústria e construção (19,1%), especialmente entre homens de 20 a 49 anos. Queimaduras no trabalho foram 29,1% do total. Uso de álcool chegou a 5,1%. Agentes causadores em todas as idades: substância quente (43,6%) e fogo/chama (24,2%); na faixa produtiva: substâncias químicas. As queimaduras entre 0 e 14 anos foram associadas com residência, substância e objeto quente e internação hospitalar; entre os de 15 a 49 anos associaram-se com fogo/chama e choque elétrico, via pública e alta da emergência. Estratégias de prevenção para crianças e trabalhadores devem ser implantadas.
Abstract: The objective was to analyze the characteristics of burn injuries treated in emergency departments (ED) and associated factors. This was a crosssectional study of 761 ED visits collected through the National Injury Surveillance System in 2009. The majority of patients were males (58.6%), and the most prevalent age brackets were 30-49 years (23.1%) and 0-4 years (23%). Most burns occurred at home (62.1%), especially among females and children, and in commerce/services/industry/ construction (19.1%), mainly among males 20-49 years. Work-related burns comprised 29.1% of the overall sample. Alcohol use prior to the injury was reported in 5.1% of cases. Causal agents across all age brackets were: contact with hot substances (43.6%) and exposure to fire and flames (24.2%); among the economically productive age groups, association with chemicals substances was common. Burns in children 0-14 years were associated with injuries at home, contact with heat and hot substances, and subsequent hospitalization; burns in the 15-49-year bracket were associated with exposure to fire/flames and electrical current, injuries occurring in public places, and outpatient treatment and discharge. The study highlights the importance of burn prevention strategies targeting children and workers.
Palavras-chave: External causes
Burns
Emergency medical services
Causas externas
Queimaduras
Serviços médicos de emergência
País: Brasil
Unidade acadêmica: Instituto de Patologia Tropical e Saúde Pública - IPTSP (RG)
Citação: Gawryszewski, Vilma Pinheiro et al. Atendimentos decorrentes de queimaduras em serviços públicos de emergência no Brasil, 2009. Cadernos de Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 28, n. 4, p. 629-640, 2012.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Identificador do documento: 10.1590/S0102-311X2012000400003
Identificador do documento: 10.1590/S0102-311X2012000400003
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/18832
Data de publicação: Abr-2012
Aparece nas coleções:IPTSP - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Vilma Pinheiro Gawryszewski - 2012.pdf99,51 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons