Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/18837
Tipo do documento: Artigo
Título: Fatores de risco para mortalidade neonatal e pós-neonatal na região centro-oeste do Brasil: linkage entre bancos de dados de nascidos vivos e óbitos infantis
Título(s) alternativo(s): Risk factors for neonatal and post-neonatal mortality in the central-west region of Brazil: linked use of life birth and infant death records
Autor: Morais Neto, Otaliba Libânio de
Barros, Marilisa Berti de Azevedo
Resumo: O objetivo do presente artigo foi investigar fatores de risco para mortalidade neonatal e pós-neonatal valendo-se do procedimento de linkage de bancos de dados. A coorte foi constituída de 20.981 nascidos vivos em Goiânia, GO, entre os quais ocorreram 342 óbitos. Fatores de risco foram estimados utilizando regressão logística. Para o período neonatal, foram encontradas odds ratio (OR) significativas para nascidos em hospital público-estatal (OR = 2,28; IC 95% 1,57-3,32), prematuro (OR = 8,94; IC 95% 5,85-13,67), baixo peso ao nascer (OR = 8,92; IC 95% 5,77-13,79) e, como fator de proteção, o nascimento por cesariana (OR = 0,58; IC 95% 0,43-0,78). Os subgrupos expostos a um maior risco de mortalidade pós-neonatal foram: nascidos vivos de mãe sem instrução (OR = 6,25; IC 95% 1,25-31,27), baixo peso ao nascer (OR = 3,12; IC 95% 1,67-5,84) e nascimento em hospital público-estatal (OR = 2,65; IC 95% 1,13-6,23). Os resultados mostram a viabilidade do procedimento para a identificação de fatores de risco para mortalidade infantil e reafirmam a importância dos fatores sócio-econômicos como fatores mais relacionados ao componente pós-neonatal da mortalidade infantil.
Abstract: This article focused on risk factors for neonatal and post-neonatal mortality by linking live births and infant death records. The study was conducted in the municipality of Goiânia, in the Central-West region of Brazil. A total of 20,981 live births and 342 infant deaths constitute the retrospective cohort. Neonatal and post-neonatal mortality risks were estimated in this cohort study of live births by logistic regression. In the neonatal period, the highest ORs were for delivery in public hospitals (OR = 2.28; 95% CI 1.57-3.32), pre-term neonates (OR = 8.94; 95% CI 5.85-13.67), and low birth weight (OR = 8.92; 95% CI 5.77-13.79). Cesarean delivery appeared as a protective factor (OR = 0.58; 95% CI 0.43-0.78). For post-neonatal mortality, the highest ORs were for illiterate mothers (OR = 6.25; 95% CI 1.25-31.27), low birth weight (OR = 3.12; 95% CI 1.67-5.84), and delivery in public hospitals (OR = 2.65; 95% CI 1.13-6.23). The linkage identified socioeconomic variables that were more important risk factors for post-neonatal than neonatal mortality.
Palavras-chave: Risk
Infant mortality
Neonatal mortality
Risco
Mortalidade infantil
Mortalidade neonatal
País: Brasil
Unidade acadêmica: Instituto de Patologia Tropical e Saúde Pública - IPTSP (RG)
Citação: MORAIS NETO, Otaliba Libânio de; BARROS, Marilisa Berti de Azevedo. Fatores de risco para mortalidade neonatal e pós-neonatal na região centro-oeste do Brasil: linkage entre bancos de dados de nascidos vivos e óbitos infantis. Cadernos de Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 16, n. 2, p. 477-485, 2000.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Identificador do documento: 10.1590/S0102-311X2000000200018
Identificador do documento: 10.1590/S0102-311X2000000200018
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/18837
Data de publicação: Jun-2000
Aparece nas coleções:IPTSP - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Otaliba Libânio de Morais Neto - 2000.pdf75,88 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons