Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/18880
Tipo do documento: Artigo
Título: Condição de saúde bucal, comportamentos, autopercepção e impactos associados em estudantes universitários moradores de residências estudantis
Título(s) alternativo(s): Oral health status, behaviours, self-perception and associated impacts among university students living in student residences
Autor: Freire, Maria do Carmo Matias
Martins, Ângela Barbosa
Santos, Camila Rodrigues dos
Martins, Nilva de Oliveira
Filizzola, Ernando Melo
Jordão, Lidia Moraes Ribeiro
Nunes, Maria de Fátima
Resumo: Introdução: Na perspectiva dos projetos de Universidade Saudável, uma estratégia importante é a avaliação da condição de saúde dos estudantes universitários. No Brasil, um dos grupos vulneráveis é o que reside em moradias estudantis institucionais. Objetivo: Este estudo transversal investiga a condição de saúde bucal, os comportamentos, a autopercepção e os impactos associados em moradores de residências estudantis em uma universidade pública. Material e método: A amostra foi constituída de 68 residentes das quatro Casas de Estudantes Universitários da Universidade Federal de Goiás (UFG), em Goiânia. Os dados foram coletados por meio de exame clínico bucal e entrevista. Resultado: A condição bucal mais prevalente foi a cárie, sendo que 74,6% dos estudantes necessitavam de tratamento para essa condição. A pior condição periodontal observada foi a presença de cálculo (50,8%). A maioria dos estudantes informou que escovava os dentes três vezes ao dia, usava fio dental e necessitava de tratamento odontológico. Dor de dente nos seis meses anteriores à pesquisa foi relatada por 33,8% da amostra; sangramento gengival ao escovar, por 41,2%, e 19,1% afirmaram procurar o serviço odontológico da universidade. O relato de consumo de açúcares entre as refeições foi muito alto e quase 18% fumavam. Mais da metade dos estudantes (51,4%) relatou estar indiferente ou insatisfeita em relação à sua boca e aos seus dentes. O maior impacto da condição bucal foi a dificuldade para comer ou beber, e 19,1% relataram ter faltado à aula em razão de problemas bucais. Conclusão: Os estudantes apresentaram alto percentual de necessidades de tratamento para cárie, bons hábitos de higiene bucal e autopercepção da sua saúde bucal com características negativas.
Abstract: In regard to Healthy University projects, an important strategy is the assessment of university students’ health status. In Brazil, a vulnerable group is the one living in university student residences. Objective: This descriptive cross-sectional study aims to investigate the oral health status, behaviors, self-perception and its associated impacts among public university students living in student residences. Material and method: The study population consisted of 68 students who live in four university residences from the Federal University of Goiás in the city of Goiânia. Data were collected through oral clinical examination and interviews. Result: The most prevalent buccal condition was dental caries, and 74.6% of the students had treatment needs for this condition. The worst periodontal condition observed was dental calculus (50.8%). Most of the students reported that they brush their teeth three times a day, use dental floss and need for dental treatment. Dental pain in the last six months was reported by 33.8%, gingival bleeding by 41.2%, and 19.1% had sought the university dental service for treatment. Sugar consumption between meals was very high and almost 18% were smokers. More than half of the students (51.4%) reported being indifferent or dissatisfied with their mouth and teeth. The greatest oral health impact was difficulty for eating or drinking, and 19.1% reported to have missed classes due to oral disorders. Conclusion: Students presented high percentage of treatment needs for caries, good oral hygiene habits, and negative self‑perception of their oral health condition.
Palavras-chave: Saúde bucal
Habitação social
Estudantes
Impactos na saúde
Conduta de saúde
País: Brasil
Unidade acadêmica: Faculdade de Odontologia - FO (RG)
Citação: FREIRE, Maria do Carmo Matias et al. Condição de saúde bucal, comportamentos, autopercepção e impactos associados em estudantes universitários moradores de residências estudantis. Revista de Odontologia da UNESP, Araraquara, v. 41, n. 3, p. 185-191, 2012.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/18880
Data de publicação: 2012
Aparece nas coleções:FO - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Maria do Carmo Matias Freire - 2012.pdf211,34 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons