Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/19176
Tipo do documento: Artigo
Título: Crescimento e oxidação de explantes de bananeira-prata (Musa AAB) in vitro.IV. Concentrações de sais, ácidos ascórbicos e frequência de subcultivos
Título(s) alternativo(s): Growth and oxidation of explant of banana plants cv. prata (Musa AAB) in vitro .IV. Different salt and ascorbic acid concentration and subculture frequencies
Autor: Utino, Sergio
Carneiro, Iraides Fernandes
Chaves, Lázaro José
Resumo: Avaliaram-se diferentes concentrações de sais do meio MS (Murashige & Skoog, 1962), freqüência de subcultivos e adição de ácido ascórbico ao meio de cultura, objetivando o controle da oxidação de explantes de bananeira-‘Prata’ (Musa AAB) na fase de estabelecimento. Os tratamentos constituíram-se das diluições dos sais do meio MS (100%, 50% e 33,33%), subcultivos (a cada 7 dias, a cada 14 dias e a cada 28 dias) e ácido ascórbico (0 e 25 mg L-1). O delineamento experimental foi inteiramente casualizado, cujos tratamentos foram arranjados em um fatorial 3 x 2 x 2. Utilizaram-se 15 repetições. As avaliações relativas à massa da matéria fresca, altura e oxidação foram feitas aos 28 dias após a inoculação. Quando o período de subcultivos foi maior (28 dias), o crescimento em massa da matéria fresca foi reduzido em função da redução da concentração de sais do meio MS. Para meios de cultura menos concentrados e freqüência maiores de subcultivos, não houve necessidade da adição do ácido ascórbico para a redução do escurecimento e houve uma tendência de maior crescimento em massa dos explantes.
Abstract: MS medium salt and ascorbic acid concentrations, and subculture periodicity, were evaluated with the aim of controlling explant phenolic oxidation of banana plants, cv. Prata (Musa AAB). All possible combination of salt concentrations of the MS medium (100%, 50% and 33,33%), subcultures periods (each 7 days, each 14 days, and each 28 days after inoculation), and ascorbic acid (0 and 25 mg L-1), were studied. Explant fresh weight, height and oxidation levels were evaluated 28 days after inoculation. Results showed that explant initial growth, determined in fresh weight, was affected by the reduction of MS medium salt concentration when subculture frequency was 28 days. Results was showed that is not necessary addition of ascorbic acid by reduction browning when the salt concentration of MS medium is reduced and the subculture frequency is enlarge, therefore the explant fresh weight was increased.
Palavras-chave: Banana
Fresh mater
Browning
Banana
Gemas apicais
Matéria fresca
Meio de cultura
Escurecimento
País: Brasil
Unidade acadêmica: Escola de Agronomia - EA (RG)
Citação: UTINO, Sergio; CARNEIRO, Iraídes Fernandes; CHAVES, Lázaro José. Crescimento e oxidação de explantes de bananeira-prata (Musa AAB) in vitro.IV. Concentrações de sais, ácidos ascórbicos e frequência de subcultivos. Revista Brasileira de Fruticultura, Jaboticabal, v. 23, n. 2, p. 409-412, ago. 2001.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Identificador do documento: 10.1590/S0100-29452001000200042
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
Identificador do documento: 10.1590/S0100-29452001000200042
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/19176
Data de publicação: Ago-2001
Aparece nas coleções:EA - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Sergio Utino - 2001.pdf127,24 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons