Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/19412
Tipo do documento: TCC
Título: Bacilos gram-positivos isolados de implantes cirúrgicos ortopédicos consignados em uso na prática clínica antes do processamento pelo serviço de saúde
Título(s) alternativo(s): Gram-positive bacilli from consigned orthopedic surgical implants in use in clinical practice before processing by the health service
Autor: Silva, Emerson Oliveira
Oliveira, Natalia Rodrigues
Primeiro orientador: Vasconcelos, Lara Stefânia Netto de Oliveira Leão
Primeiro membro da banca: Vasconcelos, Lara Stefânia Netto de Oliveira Leão
Vieira, José Daniel Gonçalves
Ribeiro, Evandro Leão
Resumo: As Infecções de Sítio Cirúrgico (ISC) são um problema de saúde pública. Uma das importantes medidas para sua prevenção é o processamento de produtos para saúde cirúrgicos, como implantes ortopédicos, a exemplo placas e parafusos. Estes, apesar de classificados como de uso único, são submetidos a múltiplos processamentos até serem implantados no paciente, o que os deixam expostos a agentes físicos, químicos e biológicos, favorecendo a formação de biofilme nesses produtos, o que, por sua vez, compromete a segurança do paciente. Diante disso, este estudo teve como objetivo caracterizar fenotipicamente Bacilos Gram-Positivos (BGP) isolados de implantes ortopédicos consignados (placas e parafusos) em uso na prática clínica, antes do processamento pelo serviço de saúde, e determinar o perfil de suscetibilidade das bactérias isoladas aos antimicrobianos. O estudo foi realizado no período de maio de 2018 a setembro de 2019, no Centro de Material e Esterilização de um hospital geral de ensino do estado de Goiás, vinculados ao Sistema Único de Saúde (SUS). Foram coletadas 15 placas e 15 parafusos, de cinco caixas de instrumental/implante cirúrgico ortopédico, denominadas de “Pequenos Fragmentos”, totalizando 30 implantes. Os implantes foram submetidos à análise bacteriológica segundo procedimentos padronizados para isolamento e identificação de BGP, bem como avaliação do perfil de suscetibilidade dos isolados aos antimicrobianos. Dos 30 implantes avaliados, 12 (40,0%) estavam contaminados por BGP, sendo 50,0% placas e 50,0% parafusos. Foi isolado um BGP por implante (n=12), sendo nove (75,0%) identificados como Bacillus sp. e três (25,0%) como do grupo Corineformes. Todos (100,0%) os BGP foram resistentes à penicilina e à oxacilina e/ou cefoxitina, e 83,3% (n=10) foram resistentes ou intermediários à clindamicina e nove (75%) à rifampicina. Um BGP foi resistente ou intermediário, concomitantemente, a oito (66,7%) dos fármacos avaliados. Todos (100,0%) os isolados foram sensíveis a ciprofloxacina. Conclui-se que BGP (Bacillus sp. e grupo Corineforme), incluindo multirresistentes aos antimicrobianos, foram identificados em placas e parafusos ortopédicos implantáveis adquiridos em sistema de consignação no ato de entrega ao serviço de saúde e antes do processamento. Os achados deste estudo apontam para a necessidade de novas políticas que abordem o gerenciamento desses implantes, no intuito de prover PPS seguros que, ao invés de eventos adversos, tragam benefícios ao paciente.
Abstract: Surgical Site Infection (SSI) is a public health problem. One of the important measures for its prevention is the reprocessing of surgical reusable devices, such as orthopedic implants, for instance plates and screws. These, despite classified as single-use, are submitted to multiple reprocessing until they are implanted in the patient, exposing them to physical, chemical and biological agents, favoring the formation of biofilm on these devices, thus compromises the patient safety. Therefore, this study aimed to characterize phenotypically Gram-Positive Bacilli (GPB) isolated from loaned orthopedic implants (plates and screws) in use in clinical practice, before reprocessing by the healthcare service, as well as to determine the susceptibility profile of isolated bacteria to antimicrobials. The study was carried out from May 2018 to September 2019, at the Sterilizing Service Unit of a general teaching hospital located in the state of Goiás, linked to the Unified Health System (SUS). Fifteen plates and 15 screws were collected from five boxes of surgical orthopedic instruments/implant, named “Small Fragments”, totaling 30 implants. The implants were subjected to bacteriological analysis according to standard procedures for the isolation and identification of BGP, as well as the evaluation of the susceptibility profile of the isolates to antimicrobials. Of the 30 implants evaluated, 12 (40.0%) were contaminated with BGP, with 50.0% plates and 50.0% screws. One BGP was isolated per implant (n = 12), nine (75.0%) of which were identified as Bacillus sp. and three (25.0%) as from the Corineformes group. All (100.0%) BGPs were resistant to penicillin and oxacillin and/or cefoxitin, and 83.3% (n=10) were resistant or intermediate to clindamycin, and nine (75%) to rifampicin. One BGP was resistant or intermediate, concomitantly, to eight (66.7%) of the evaluated antimicrobials. All (100.0%) isolates were sensitive to ciprofloxacin. In conclusion, BGP (Bacillus sp. and Corineforme group), including multidrug-resistant, were identified on implantable orthopedic plates and screws acquired through loaner system, upon delivery to the healthcare service and before processing. The findings of this study point to the need for new policies that address the management of these implants, in order to provide safe surgical reusable devices that, instead of adverse events, bring benefits to the patient.
Palavras-chave: Bacillus
Grupo corineforme
Próteses e implantes
Corineforme group
Prostheses and implants
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Unidade acadêmica: Faculdade de Farmácia - FF (RG)
Nome do curso: Farmácia (RG)
Citação: SILVA, Emerson Oliveira; OLIVEIRA, Natalia Rodrigues. Bacilos gram-positivos isolados de implantes cirúrgicos ortopédicos consignados em uso na prática clínica antes do processamento pelo serviço de saúde. 2020. 60 p. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) – Faculdade de Farmácia, Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2020.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/19412
Data de publicação: 4-Dez-2020
Aparece nas coleções:FF - Trabalhos de Conclusão de Curso

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
TCCG - Farmácia - Emerson Oliveira Silva - 2020.pdf1,55 MBAdobe PDFBaixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons