Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/19901
Tipo do documento: TCC
Título: Saúde mental e trabalho do(c)ente: os(as) professores(as) e a pandemia de Covid-19
Título(s) alternativo(s): Mental health and work of do(c)ent: teachers and the Covid-19 pandemic
Autor: Pires, Clara Oliveira
Primeiro orientador: Viana, Cynthia Maria Jorge
Primeiro membro da banca: Viana, Cynthia Maria Jorge
Freitas, Joana Alice Ribeiro de
Resumo: O presente trabalho discute a precarização do trabalho do professor e os efeitos da pandemia em sua saúde mental. Trata-se de uma pesquisa qualitativa do tipo bibliográfica que se baseia em alguns estudos e referenciais relacionados ao tema. As principais referências discutidas foram: Luz et al. (2019), Assunção e Oliveira (2009), Facci, Urt e Barros (2018), Souza et al. (2020), Gatti (2020), entre outros estudos importantes que fundamentaram conceitualmente os argumentos da temática. No primeiro capítulo, discutiu-se sobre o desempenho do professor em sala de aula, sobre como ele lida com a inflexibilidade de horários, a indisciplina em sala de aula, a precariedade das condições existentes, a burocracia administrativa, a situação salarial, entre outras adversidades, que acarretam sobrecarga de trabalho; também é discutido sobre a Síndrome de Burnout, que acomete vários profissionais e suas principais razões estão no ambiente, na carga e na pressão no trabalho. No segundo capítulo, propõe-se uma reflexão sobre os efeitos da pandemia na saúde mental dos (as) docentes, tendo como eixo norteador a nova realidade social que torna imperativo o uso de novas tecnologias digitais nos processos educacionais. Importa aqui evidenciar de que maneira o ensino remoto modificou a prática docente em sua totalidade, tanto no que diz respeito à necessidade de reformulação dos planos de ensino quanto à relação educador e aluno e educador e escola. Nesse sentido, discute-se também o papel do poder público brasileiro na viabilização de recursos e acesso a essas tecnologias (ferramentas e conhecimento de uso), bem como na reformulação dos projetos pedagógicos, imprescindíveis frente à desigualdade social evidenciada pela pandemia. Percebe-se, no geral, que a precarização do trabalho do professor implica em proletarização de suas condições de trabalho e na desvalorização social da profissão.
Abstract: This paper discusses the precariousness of teachers' work and the effects of the pandemic on his mental health. This is a qualitative bibliographic research that is based on some studies and references related to the theme. The main references discussed were: Luz et al. (2019), Assunção and Oliveira (2009), Facci, Urt and Barros (2018), Souza et al. (2020), Gatti (2020), among other important studies that conceptually substantiated the arguments on the subject. In the first chapter, the teacher's performance in the classroom was discussed; it is also discussed about the Burnout Syndrome, which affects several professionals and its main reasons are the environment, the load and pressure at work. The second chapter proposes a reflection on the effects of the pandemic on the mental health of teachers, having as a guiding axis the new social reality that makes it imperative to use new digital technologies in educational processes. It is important here to show how remote teaching has changed teaching practice in its entirety, both with regard to the need to reformulate teaching plans and the relationship between educator and student and educator and school. In this sense, the role of the Brazilian government in making resources viable and accessing these technologies (tools and knowledge of use) is also discussed, as well as in the reformulation of pedagogical projects, which are essential in light of the social inequality evidenced by the pandemic. It is noticed, in general, that the precariousness of the teacher's work implies the proletarianization of their working conditions and the social devaluation of the profession.
Palavras-chave: Professor
Saúde mental
Adoecimento
Precarização do trabalho
Pandemia
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Unidade acadêmica: Faculdade de Educação - FE (RG)
Nome do curso: Pedagogia (RG)
Citação: PIRES, Clara Oliveira. Saúde mental e trabalho do(c)ente: os(as) professores(as) e a pandemia de Covid-19. 2021. 36 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) – Faculdade de Educação, Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2021.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/19901
Data de publicação: 8-Jun-2021
Aparece nas coleções:FE - Trabalhos de Conclusão de Curso

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
TCCG - Pedagogia - Clara Oliveira Pires - 2021.pdf855,39 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons