Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/301
Tipo do documento: Article
Título: Avaliação do efeito de medicamentos imunossupressores na reativação da toxoplasmose crônica murina
Autor: Aleixo, Fabiana Santiago
Vasconcelos, Fábio de Faria
Soares, Joanna D’arc Aparecida Herzog
Lino Júnior, Ruy de Souza
Garcia-Zapata, Marco Túlio Antônio
Abstract: Neste trabalho foi avaliado o potencial de reativação da toxoplasmose crônica em modelo murino imunocomprometido. Para tanto, camundongos BALB/c foram infectados por via oral com 20 cistos da cepa ME-49 de Toxoplasma gondii e, após 60 dias, foi iniciado o tratamento com medicamentos imunossupressores: azatioprina, dexametasona (ambos por via oral) e acetato de cortisona (via subcutânea), sozinhos ou em associação. O tratamento foi mantido por um período de 28 dias, posteriormente os animais foram eutanasiados e tiveram seu sangue e órgãos retirados para exames sorológicos e histopatológicos. O uso de dexametasona ou azatioprina, isoladas ou associadas, não causou sinais de reativação detectáveis por exames sorológicos, histopatológicos ou clínicos. Entretanto, quando foram associados ao acetato de cortisona, esses medicamentos levaram a um quadro clínico sugestivo de reativação com lesões epidérmicas em 62,5% dos camundongos. Os resultados do presente estudo sugerem que, com o modelo murino utilizado, a reativação da toxoplasmose crônica sofre grande influência do tratamento imunossupressor proposto. Nestes casos, os sinais clínicos indicativos da reativação crônica toxoplásmica podem estar presentes mesmo antes da detecção do ocorrido por métodos sorológicos e histopatológicos _______________________________________________________________________________________________________________________ ABSTRACT _______________________________________________________________________________________________________________________ This study evaluated the potential for reactivation of chronic toxoplasmosis in an immunocompromised murine model. To this end, BALB/c mice were orally infected with 20 cysts of Toxoplasma gondii ME-49 strain. After 60 days, the treatment with orally administered immunosuppressive drugs, such as azathioprine and dexamethasone, and cortisone acetate (administered by subcutaneous route) alone or in combination, started. The treatment was maintained for 28 days and afterwards the animals were euthanized and had their blood and organs removed for serological, histopathological and clinical examinations. When the drugs were associated to cortisone acetate, the clinical manifestations presented by the mice suggested reactivation due to epidermal lesions in 62.5% of the mice when compared to the control group. The results from this study suggest that with the murine model used, the chronic toxoplasmosis reactivation is greatly influenced by the immunosuppressive treatment proposed. In these cases, the clinic manifestations indicative of chronic toxoplasmosis reactivation may be present even before its detection by serological and histopathological methods.
Palavras-chave: Toxoplasma gondii
ME-49 strain
Immunosuppressive drugs
Reactivation
Instituição: Ruy de Souza Lino Junior
Citação: ALEIXO, F.S; VASCONCELOS, F. de F; SOARES, J. D. A. H; LINO JUNIOR, R. de S; GARCIA-ZAPATA, M. T. A. Avaliação do efeito de medicamentos imunossupressores na reativação da toxoplasmose crônica murina. Revista de Patologia Tropical, Goiânia, v. 41, n. 2, p. 169-178, jun. 2012. Disponível em: <http://www.revistas.ufg.br/index.php/iptsp/article/view/19330>.
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/301
Data de publicação: Jun-2012
Aparece nas coleções:IPTSP - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
19330-79612-2-PB.pdf584,97 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.