Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/4183
Tipo do documento: Monografia
Título: Relação entre disclosure socioambiental e captação dos fundos de investimentos socioambientais dos bancos brasileiros
Título(s) alternativo(s): Relationship between environmental disclosure and funding of environmental investment funds of brasilian banks
Autor: Vieira, Lucas Cúrcio
Primeiro orientador: Ribeiro, Alex Mussoi
Primeiro membro da banca: Souza, Emerson Santana de
Castro, Glória Teixeira de
Resumo: Os bancos possuem responsabilidades pelo desenvolvimento sustentável e pelo meio ambiente, (HOPFENBECK, 1993; WBCSD, 1997; JEUCKEN, BOUMA, 1999) sendo responsáveis pela alocação de recursos para investimentos ambientalmente corretos, além de realizar investimentos, os próprios bancos, na sociedade, de forma a promover o desenvolvimento sustentável (THOMPSON, 1998; LUNDGREN e CATASÚS, 2000; PRATT e ROJAS, 2001; LINS e WAJNBERG, 2007). Uma das formas de canalizar os investimentos em projetos socialmente equitativos e ambientalmente justos é através dos investimentos socialmente responsáveis (SRI) em fundos de investimentos socioambientais (MARQUES, 2009; FAVARETTO, 2013; PRI INITIATIVE, 2014). Oque justifica a evidenciação dessas informações através dos meios de comunicação para seus stakeholders, em busca de assegurar a legitimidade de suas operações (GRAY et al, 1996; WILMSHURST & FROST 2000; NOSSA, 2002) e melhorar sua imagem corporativa (PAIVA, 2010; WAJNBERG e LINS, 2007; FILHO, 2008; MACHADO, 2009). Neste processo esta pesquisa teve o objetivo de analisar a relação entre a captação dos fundos de investimentos socioambientais com o nível de evidenciação socioambiental dos bancos no Brasil no período de 2010 há 2012, utilizando como amostra os seis maiores bancos em volume de ativo com carteira de investimento, de acordo com o ranking do Banco Central do Brasil com referência de Dezembro de 2012. Utilizando-se de técnicas de análise de conteúdo para verificar o nível de disclosure nos relatórios anuais de sustentabilidade e formulário de referência CVM conforme escala de disclosure adaptadas dos trabalhos de Bernardo (et al, 2005) e Sampaio (et al, 2012) e da regressão linear múltipla, utilizando como variáveis o disclosure socioambiental, PL dos fundos, rentabilidade e número de cotistas. Os resultados demonstraram que o disclosure socioambiental dos bancos possui correlação negativa com a captação de seus fundos de investimentos socioambientais, o que denota o ceticismo dos stakeholders sobre o nível de evidenciação dos bancos (WAJNBERG e LINS, 2007; BCB, 2009; FGV, 2009, PAIVA, 2010) e a falta de credibilidade, pois a maioria dos relatórios anuais de sustentabilidade não são auditados de forma independente (PAIVA, 2010; NOSSA 2002; DANTAS, NIYAMA, et al 2004; COSTA e MARION, 2007; WAJNBERG, 2007; RIBEIRO, 2009).
Abstract: Os bancos possuem responsabilidades pelo desenvolvimento sustentável e pelo meio ambiente, (HOPFENBECK, 1993; WBCSD, 1997; JEUCKEN, BOUMA, 1999) sendo responsáveis pela alocação de recursos para investimentos ambientalmente corretos, além de realizar investimentos, os próprios bancos, na sociedade, de forma a promover o desenvolvimento sustentável (THOMPSON, 1998; LUNDGREN e CATASÚS, 2000; PRATT e ROJAS, 2001; LINS e WAJNBERG, 2007). Uma das formas de canalizar os investimentos em projetos socialmente equitativos e ambientalmente justos é através dos investimentos socialmente responsáveis (SRI) em fundos de investimentos socioambientais (MARQUES, 2009; FAVARETTO, 2013; PRI INITIATIVE, 2014). Oque justifica a evidenciação dessas informações através dos meios de comunicação para seus stakeholders, em busca de assegurar a legitimidade de suas operações (GRAY et al, 1996; WILMSHURST & FROST 2000; NOSSA, 2002) e melhorar sua imagem corporativa (PAIVA, 2010; WAJNBERG e LINS, 2007; FILHO, 2008; MACHADO, 2009). Neste processo esta pesquisa teve o objetivo de analisar a relação entre a captação dos fundos de investimentos socioambientais com o nível de evidenciação socioambiental dos bancos no Brasil no período de 2010 há 2012, utilizando como amostra os seis maiores bancos em volume de ativo com carteira de investimento, de acordo com o ranking do Banco Central do Brasil com referência de Dezembro de 2012. Utilizando-se de técnicas de análise de conteúdo para verificar o nível de disclosure nos relatórios anuais de sustentabilidade e formulário de referência CVM conforme escala de disclosure adaptadas dos trabalhos de Bernardo (et al, 2005) e Sampaio (et al, 2012) e da regressão linear múltipla, utilizando como variáveis o disclosure socioambiental, PL dos fundos, rentabilidade e número de cotistas. Os resultados demonstraram que o disclosure socioambiental dos bancos possui correlação negativa com a captação de seus fundos de investimentos socioambientais, o que denota o ceticismo dos stakeholders sobre o nível de evidenciação dos bancos (WAJNBERG e LINS, 2007; BCB, 2009; FGV, 2009, PAIVA, 2010) e a falta de credibilidade, pois a maioria dos relatórios anuais de sustentabilidade não são auditados de forma independente (PAIVA, 2010; NOSSA 2002; DANTAS, NIYAMA, et al 2004; COSTA e MARION, 2007; WAJNBERG, 2007; RIBEIRO, 2009).
Palavras-chave: Disclosure socioambiental
Bancos
Fundos de investimentos
stakeholders
Regressão linear múltipla
Desenvolvimento sustentável
Social-environmental evidenciation
Regression stakeholders
Investment funds
Banks
Multiple linear
País: brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Unidade acadêmica: Faculdade de Administração, Ciências Contábeis e Economia
Nome do curso: Ciências Contábeis (RG)
Citação: VIERIA, L. C. Relação entre disclosure socioambiental e captação dos fundos de investimentos socioambientais dos bancos brasileiros. 2014. 64 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) - Faculdade de Administração, Ciências Contábeis e Economia, Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2014.
Tipo de acesso: Acesso aberto
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/4183
Data de publicação: 2-Jul-2014
Aparece nas coleções:FACE - Trabalhos de Conclusão de Curso

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
TCCG - Ciências Contábeis - Lucas Cúrcio Vieira.pdf1,17 MBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons