Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/4202
Tipo do documento: Monografia
Título: Diversidade cultural nas páginas de BRAVO!: o eixo e as margens
Autor: Oliveira, Túlio Moreira de
Primeiro orientador: Borges, Rosana Maria Ribeiro
Primeiro membro da banca: Borges, Rosana Maria Ribeiro
Lima, Angelita Pereira de
Resumo: O mundo pós-moderno presenciou a consolidação da globalização como um fenômeno que transformaria definitivamente a forma de um indivíduo se relacionar com outro e com seu ambiente. A “crise de identidade” da pós-modernidade, pregada por Stuart Hall, foi resultado de uma mudança profunda na difusão de informações e no intercâmbio de experiências culturais. A noção de identidades nacionais desapareceu num mundo sem fronteiras, onde todos estão constantemente conectados na grande “aldeia global” detectada por Marshall McLuhan. Concomitantemente, a globalização não concretizou a promessa de igualdade de espaços e valores entre povos de países desenvolvidos e países periféricos. A diversidade cultural se tornou, assim, refém de escolhas e interesses da grande mídia de massas. O jornalismo cultural, enquanto meio de divulgação e análise de movimentos e tendências culturais, também se rendeu a esse panorama, deixando as editorias repletas de matérias repetitivas e em consonância com os padrões globais. A interação entre eixo e margens, centro e periferia, depende de um referencial espacial: tomando o globo como referência, temos Nova York, Londres, Paris e Tóquio no centro; São Paulo, Cidade do México, Bombaim, Buenos Aires, Jacarta nas margens. Se a referência for representada pelo Brasil, essa delimitação nos fornece a perspectiva de São Paulo e do Rio de Janeiro como centro, enquanto Salvador, Porto Alegre, Recife e outros pólos regionais passam a caracterizar as margens. Este trabalho teve como objetivo verificar de que forma essa interação é abordada por um dos mais renomados veículos especializados em jornalismo cultural do país, a Revista Bravo!. A análise de conteúdo das dez primeiras edições do ano de 2010 permitiu debater a forma como a publicação enxerga a época do multiculturalismo e da globalização da informação. Por meio da análise de conteúdo, o trabalhou buscou entender de que forma as margens estão contempladas nas pautas da Revista e descobrir se a voz que prevalece no texto final é a da dominação do eixo Rio-São Paulo ou da valorização das culturas regionais. A síntese desta monografia é o posicionamento crítico em relação à disseminação em massa de conteúdos homogêneos que pouco estimam a diversidade cultural especialmente abundante num país continental como o Brasil.
Palavras-chave: Jornalismo cultural
Diversidade
Globalização
Regionalismo
País: brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Unidade acadêmica: Faculdade de Informação e Comunicação (RG)
Nome do curso: Jornalismo (RG)
Citação: Oliveira, Túlio Moreira de. Diversidade cultural nas páginas de BRAVO!: o eixo e as margens. 2010. 132 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) – Faculdade de Informação e Comunicação, Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2010.
Tipo de acesso: Acesso aberto
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/4202
Data de publicação: 2010
Aparece nas coleções:FIC - Trabalhos de Conclusão de Curso

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
TCCG - Jornalismo - Túlio Oliveira.pdfTrabalho de Conclusão de Curso - Artigo Principal9,05 MBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons