Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/4410
Tipo do documento: Monografia
Título: Intersecções das linguagens jornalística e literária na obra de Rubem Braga
Autor: Teixeira, Ana Flávia
Primeiro orientador: Lima, Angelita Pereira
Primeiro membro da banca: Lima, Angelita Pereira
Santos, Goiamérico Felício Carneiro dos
Resumo: A crônica é um gênero que se encontra em um espaço transitório entre o jornalismo e a literatura por apresentar características que, em alguns momentos se aproximam e em outros se afastam da realidade jornalística. Tantas vezes, ela está mais próxima das estruturas narrativas literárias e outras, ligada diretamente ao jornalismo, seja por meio da linguagem ou pela aproximação com o factual. Rubem Braga viveu dividido entre a literatura e o ofício de ser jornalista. As suas crônicas têm como ponto de partida o que alimenta as páginas de jornal: os fatos. Por ele ter sido um homem que esteve em contato direto com a imprensa, surgiu o questionamento: O que há de jornalismo em suas produções literárias? Neste trabalho, a obra de Braga é analisada na intenção de se delimitar as intersecções das linguagens jornalística e literária neste contexto. Para que isso fosse possível, algumas categorias foram criadas baseadas tanto na literatura quanto nos pilares do Jornalismo Literário, são elas: temporalidade e construção de cena, autoria, Lúdico versus técnica e ponto de vista. Além disso, assuntos como o histórico da crônica, definições, a importância de Braga na literatura nacional, New Journalism e, Jornalismo Literário foram abordados para o fortalecimento da discussão a respeito das intersecções entre o jornalismo e a literatura nas crônicas de Braga. Alguns pilares do Jornalismo Literário aparecem de forma incisiva, principalmente nos textos que fazem referência à segunda Guerra Mundial, devido a imersão do cronista/repórter na realidade dos fatos narrados. Do jornalismo tradicional, as crônicas tratadas herdaram uma linguagem simples e direta, pouco adjetivada e com verbos no pretérito perfeito ou no presente, assim como no jornalismo tradicional. Há, também, algo que se aproxima da estrutura de um lead jornalístico, modelo pirâmide invertida. Do Jornalismo Literário, encontramos principalmente a construção de cena, as marcas de temporalidade e a imersão. Porém, tais características não se fazem obrigatórias no universo da crônica.
Palavras-chave: Crônica
Rubem Braga
Linguagem jornalistica
País: brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Unidade acadêmica: Faculdade de Informação e Comunicação (RG)
Nome do curso: Jornalismo (RG)
Citação: TEIXEIRA, Ana Flávia. Intersecções das linguagens jornalística e literária na obra de Rubem Braga. 2008. 68 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) – Faculdade de Informação e Comunicação, Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2008.
Tipo de acesso: Acesso aberto
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/4410
Data de publicação: 2008
Aparece nas coleções:FIC - Trabalhos de Conclusão de Curso

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
TCCG - Jornalismo - Ana Flavia Teixeira.pdfTrabalho de Conclusão de Curso - Artigo Principal304,56 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.