Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/4507
Tipo do documento: Artigo
Título: Conhecimento e atitudes de profissionais de saúde sobre avaliação e manejo da dor neonatal
Título(s) alternativo(s): Knowledge and attitudes of health professionals regarding pain assessment and management in neonates
Conocimiento y actitudes de profesionales de salud sobre evaluación y manejo del dolor neonatal
Autor: Capellini, Verusca Kelly
Daré, Mariana Firmino
Castral, Thaíla Corrêa
Christoffel, Marialda Moreira
Leite, Adriana Moraes
Scochi, Carmen Gracinda Silvan
Resumo: Múltiplos fatores podem atuar no manejo da dor neonatal, assim, motivando a analisar o conhecimento e as atitudes de médicos, enfermeiros e auxiliares de enfermagem que atuam em unidades neonatais de um hospital paulista quanto à avaliação e manejo da dor aguda neonatal. Estudo de caráter descritivo, realizado com 57 profissionais de saúde. A partir da análise dos questionários, apenas um profissional considera que o neonato não sente dor e 53 profissionais avaliam a dor do RN, porém não conhecem escalas para avaliação da dor neonatal. Os profissionais apontaram o fentanil e o midazolan como analgésicos adequados para a dor aguda. Cateterismo umbilical, sondagem gástrica e punção de calcâneo foram procedimentos considerados dolorosos e com indicação para analgesia. Os profissionais de saúde possuem conhecimentos acerca da dor neonatal, contudo esse conhecimento não se reflete na prática clínica. É fundamental a capacitação profissional fundamentada na transferência de conhecimento para implementação da avaliação e manejo da dor neonatal.
Abstract: Multiple factors can have an effect on pain management in neonates, which motivated us to analyze the knowledge and attitudes held by doctors, nurses and nursing assistants who work in neonatal units in a hospital in the state of São Paulo, Brazil, regarding neonatal pain assessment and management. This study is descriptive and was conducted with 57 health professionals. The results of the questionnaires revealed that only one professional believed that neonates do not feel pain, and 53 professionals stated the contrary, but were not familiar with neonate pain assessment scales. Professionals indicated fentanyl and midazolam as adequate analgesics for acute pain. Umbilical catheterization, gastric probing and heel pad puncture were considered painful procedures and indications for the use of analgesia. Health professionals are knowledgeable about pain in neonates, but this knowledge is not reflected in clinical practice. It is essential for professionals to be trained regarding knowledge transfer so that neonate pain assessment and management can be implemented.
Múltiples factores pueden afectar el manejo del dolor neonatal, motivándonos a analizar el conocimiento y actitudes de médicos, enfermeros y auxiliares de enfermería que actúan en unidades neonatales de un hospital paulista en evaluación y manejo del dolor agudo neonatal. Estudio descriptivo realizado con 57 profesionales de salud. En los cuestionarios, sólo un profesional considera que el neonato no siente dolor y 53 profesionales evalúan el dolor del recién nacido, aunque no conocen escalas de evaluación del dolor neonatal. Los profesionales mencionaron al fentanil y midazolam como analgésicos adecuados para dolor agudo. Cateterismo umbilical, sondeo gástrico y punción de calcáneo fueron procedimientos considerados dolorosos, con indicación para analgesia. Los profesionales de salud poseen conocimientos sobre dolor neonatal, aunque dicho conocimiento no se refleja en la práctica clínica. Es fundamental la capacitación profesional fundamentada en la transferencia de conocimientos para implementación de evaluación y manejo del dolor neonatal.
Palavras-chave: Recém-nascido
Dor aguda
Enfermagem neonatal
Pessoal de saúde
Conhecimentos
Atitudes e prática em saúde
Infant,
Newborn;
Acute pain
Neonatal nursing
Health personnel;
Health knowledge
Attitudes
Practice
Recién nacido
Dolor agudo
Enfermería neonatal
Personal de salud
Conocimientos
Actitudes y práctica en salud
País: brasil
Instituição: Marcelo Medeiros
Sigla da instituição: UFG
Unidade acadêmica: Faculdade de Enfermagem - FEN (RG)
Citação: CAPELLINI, Verusca Kelly; DARÉ, Mariana Firmino; CASTRAL, Thaíla Corrêa; CHRISTOFFEL, Marialda Moreira; LEITE, Adriana Moraes; SCOCHI, Carmen Gracinda Silvan. Conhecimento e atitudes de profissionais de saúde sobre avaliação e manejo da dor neonatal. Revista Eletrônica de Enfermagem, Goiânia, GO, v. 16, n. 2, p.361-369, abr./jun. 2014. Disponível em: < http://www.revistas.ufg.br/index.php/fen/article/view/23611>.
Tipo de acesso: Acesso aberto
Identificador do documento: doi: 10.5216/ree.v16i2.23611.
Identificador do documento: doi: 10.5216/ree.v16i2.23611.
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/4507
Data de publicação: 30-Jun-2014
Aparece nas coleções:FEN - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
23611-136204-1-PB.pdfRevista Eletrônica de Enfermagem. Verusca Kelly Capellini.381,14 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.