Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/77
Tipo do documento: Artigo publicado em periódico científico
Título: Risco ocupacional pela exposição ao glutaraldeído em trabalhadores de serviços de endoscopia
Título(s) alternativo(s): Occupational risk for the glutaraldehyde exposition in endoscope services workers
Riesgo ocupacional por lá exposición al glutaraldehido en trabajadores del servicio de endoscopia
Autor: Barreto, Regiane Aparecida dos Santos Soares
Souza, Adenícia Custódia Silva e
Suzuki, Karina
Barbosa, Jackeline Maciel
Abstract: O glutaraldeído, amplamente utilizado no reprocessamento de endoscópios pelas vantagens e baixo custo, apresenta alta toxicidade e pode expor os profissionais a riscos ocupacionais. Pesquisa descritiva realizada em 2007 em serviços de endoscopia digestiva de Goiânia-GO/Brasil que caracterizou por meio de um questionário e observação direta registradas em check list, a exposição ocupacional dos profissionais que reprocessam endoscópios, verificando as manifestações clínicas relatadas por eles e a ventilação do ambiente. As manifestações clínicas relatadas foram de origem gástrica, oftalmológica, dermatológica, neurológica e respiratória, mais freqüentes nas três últimas. Dentre as respiratórias, as mais citadas foram: resfriado (72,73%) e constipação nasal (59,09%), entre as neurológicas: cefaléias (72,73%), sonolência (72,73%) e tensão (54,55%) e dermatológicas: pele ressecada (59,09%) e prurido (54,55%). A maioria dos serviços não possui janelas nem exaustor, e os aparelhos de ar condicionado além de não possuírem filtros químicos apropriados produzem turbulência do ar, impedindo a eliminação dos vapores tóxicos emanados. Os dados sobre o ambiente de trabalho, o uso incorreto dos Equipamentos de Proteção Individual e as manifestações clínicas relatadas pelos trabalhadores sugerem evidências que os serviços de endoscopia estudados podem oferecer risco químico ocupacional aos trabalhadores durante o manuseio do glutaraldeído. _______________________________________________________________________________________________________________________ ABSTRACT _______________________________________________________________________________________________________________________ The glutaraldehyde widely used in the reprocessing of endoscope for the advantages and low cost presents high toxicity and can expose the professionals to occupational risks. Descriptive research carried through digestive endoscope services in Goiânia-GO/ Brazil by means of a questionnaire and direct observation registered in check list, characterized the occupational exposure in professionals who reprocess endoscopes verifying the clinical manifestations reported by them and the environment ventilation. The clinical manifestations reported had been gastric, ophthalmic, dermatological, neurological and respiratory origins, more frequent in the three last ones. Amongst respiratory, the most cited ones had been: cold (72.73%) and nasal constipation (59.09%), between the neurological ones: chronic headaches(72.73%), sleepiness (72.73%) and tension (54.55%) and dermatological: dry skin (59.09%) and pruritus (54.55%). The majority of the services does not have windows nor exhaust fan, and the air conditioning devices beyond not having appropriate chemical filters produce air turbulence, impeding the emanated toxic vapors elimination. The data of the work environment, the incorrect use of the Individual Protection Equipment and the clinical manifestations reported by the workers suggest evidences that the studied endoscope services may offer occupational chemical risk to the workers during the management of glutaraldehyde.
Palavras-chave: Enfermagem
Endoscopia
Riscos ocupacionais
Glutaral
Citação: BARRETO, Regiane Aparecida dos Santos Soares; SOUZA, Adenícia Custódia Silva e; SUSUKI, Karina; BARBOSA, Jackeline Maciel. Risco ocupacional pela exposição ao glutaraldeído em trabalhadores de serviços de endoscopia. Revista Eletrônica de Enfermagem, Goiânia, Go, v. 11, n. 3, p. 509-517, 2009. Disponível em: <http://www.fen.ufg.br/revista/v11/n3/v11n3a07.htm.>.
Tipo de acesso: Open Access
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/77
Data de publicação: 30-Set-2009
Aparece nas coleções:FEN - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
risco_ocup_v11n3a07.pdf80,13 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons