Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tde/1614
Tipo do documento: Dissertação
Título: A extensão universitária como instrumento de política pública
Título(s) alternativo(s): The academic extension as a tool for public policy
Autor: DINIZ, Flávio Pereira
Currículo Lattes do Autor: http://lattes.cnpq.br/0633847263637503
Primeiro orientador: OLIVEIRA, Dijaci David de
Currículo Lattes do primeiro orientador: http://lattes.cnpq.br/9145111011143886
Resumo: Este trabalho apresenta os resultados de uma investigação que teve como objetivo compreender o processo de construção e desenvolvimento de uma determinada concepção de extensão universitária, definida e requerida como potencial instrumento de políticas públicas sociais. As fontes de informação definidas para a pesquisa foram materiais textuais produzidos no âmbito do Fórum de Pró-Reitores de Extensão das Universidades Públicas Brasileiras (FORPROEX), documentos do Programa de Extensão Universitária do Ministério da Educação (PROEXT/MEC), textos do Seminário de Metodologias para Projetos de Extensão (SEMPE) e relatos de experiências apresentados no Congresso Brasileiro de Extensão Universitária (CBEU). O aporte teórico e metodológico fundamenta-se em elementos da teoria da enunciação de Bakhtin, com destaque para os conceitos de ideologia e dialogismo neste autor. Nesta perspectiva, a contextualização e interposição dos materiais textuais pesquisados foram fundamentais para o êxito deste estudo. Os resultados da pesquisa indicam a existência de uma imbricação entre as diretrizes elaboradas pelo FORPROEX e a política de financiamento do PROEXT/MEC que, associada às contribuições no campo metodológico e relatos de experiências extensionistas, elucida as principais características daextensão universitária como instrumento de política pública.
Abstract: This work presents the results of an investigation, which had as its objective understand the building and development process of an academic extension conception defined and required as a potential instrument for social public policies. The information sources defined for the research were textual materials produced within the Brazilian Public Universities Extension Pro-Rectors Forum (EXPROFOR); documents from the Academic Extension Programme of Education Ministry (PROEXT/EM); texts from Extension Projects Methodology Seminar (EPMSEM) and reports of experiences presented on the Academic Extension Brazilian Congress (AEBC). The theoretical background comes from elements of Bakhtin s enunciation theory, highlighting this author s ideology and dialogism concepts. The results of the research indicate the existence of an imbrication between the guidelines elaborated by EXPROFOR and the financial policy of PROEXT/EM which, associated to the contributions in the methodological field and reports of extension experiences, elucidate the main characteristics of academic extension as an instrument of public policy.
Palavras-chave: Extensão universitária
Política pública social
Política de financiamento
Metodologia participativa
Academic extension
Social public policy
Financial policy
Participatory methodology
Ext universit-política pública social; Ext universit-polític-financiamento
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::SOCIOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Ciências Humanas
Programa: Mestrado em Sociologia
Citação: DINIZ, Flávio Pereira. The academic extension as a tool for public policy. 2012. 142 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2012.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tde/1614
Data de defesa: 27-Mar-2012
Aparece nas coleções:Mestrado em Sociologia (FCS)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Flavio Pereira Diniz.pdf675,71 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.