Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tde/1857
Tipo do documento: Dissertação
Título: Entre o corpo e a teoria: a questão étnicoracial na obra e trajetória socioespacial de Milton Santos
Título(s) alternativo(s): Between the body and the theory: the question étnicoracial at work and trajectory of socio Milton Santos
Autor: CIRQUEIRA, Diogo Marcal
Currículo Lattes do Autor: http://lattes.cnpq.br/1457141161560499
Primeiro orientador: RATTS, Alecsandro José Prudêncio
Currículo Lattes do primeiro orientador: http://lattes.cnpq.br/0348844638764982
Resumo: Nesta dissertação analisamos a questão étnico-racial na vida e obra do geógrafo Milton Santos. Procuramos entender esta questão a partir da produção bibliográfica e de sua trajetória socioespacial. Bem como, esses fatores se contextualizaram a quadros políticos, históricos e geográficos. Assim, observamos como a sua formação intelectual e suas experiências como negro - no Brasil e em outros países influenciaram em suas análises sobre a questão étnico-racial. Ao contrário da afirmação de que Milton Santos nunca tenha tratado desse assunto, podemos identificar certa diversidade e continuidade em suas abordagens, as quais, para efeito didático, dividimos em três períodos: 1) o primeiro período dessa produção se dá entre 1950 e 1964. Nesse momento o intelectual finaliza o curso de direito na Universidade da Bahia , ingressa como professor catedrático no Ginásio Municipal de Ilhéus e realiza seu doutorado em Geografia na França. Podemos destacar desse período os seguintes livros que tratam da questão étnico-racial: O povoamento da Bahia (1958) e Marianne em Preto e Branco (1960). 2) O segundo momento é de 1964 até o fim da década de 1970, período em que Milton Santos encontra-se em exílio. Nestas circunstâncias o intelectual atua como professor e pesquisador em países do terceiro mundo . Dentre as obras produzidas por ele destacamos o livro Manual de Geografia Urbana (1989 [1969]), que trata da segregação étnica e racial existente em cidades africanas. 3) O terceiro momento ocorre entre as décadas de 1980 e 1990, ocasião em que completou-se os cem anos da "Proclamação da Abolição" (1988) e os 300 anos da morte de Zumbi dos Palmares (1995) no Brasil. O intelectual concedeu várias entrevistas sobre o tema e escreveu vários artigos, principalmente em jornais, nos quais pode realizar discussões relacionando a nação, cidadania e "corporeidade negra". Finalmente, devemos ressaltar que as análises efetivadas por Milton Santos, a luz de seu tempo e relacionadas às suas vivências pessoais, se mostraram bastante apuradas. Isso demonstra que o autor estava atento a problemática étnico-racial, mesmo que este não fosse o foco principal de suas análises teóricas no âmbito da ciência geográfica.
Abstract: In this dissertation we analyze the ethnic-racial issue in the life and work of the geographer Milton Santos. We seek to understand this issue based on Milton Santos' literature and on his socio-spatial trajectory. Likewise, these factors are contextualize political, historical and geographically. We observe the impact of his intellectual formation and his experiences as a black person - in Brazil and in other countries in his analysis. Contrary to the assertion that Milton Santos never speak about this ethnicracial issue, we can identify some diversity and continuity in this approach, which, for didactic purposes, are divided into three periods: 1) the first moment of this production is between 1950 and 1964. The intellectual finishes his graduation in law in the "University of Bahia", becomes teacher in the High School of Ilhéus and ends his doctorate in geography in France. We highlight this period in the following books dealing of ethnic-racial issue: "O povoamento da Bahia" (1958) and "Marianne em preto e branco" (1960). 2) The second period is from 1964 until the end of the 1970s, time when Milton Santos is in exile. During this period the intellectual works as a Professor and researcher in countries of the "third world". We highlight the book "Manual de Geografia Urbana (1989), which deals with the existing ethnic and racial segregation in African cities. 3) The third moment occurs between the 1980s and 1990s, when Brazil completed the hundred years of "Proclamation of Abolition" (1988) and the 300 years since the death of Zumbi dos Palmares (1995). The intellectual granted several interviews on the theme and wrote several articles, especially in newspapers, where he treated the ethnic-racial relations. These texts discuss the concepts of nation, citizenship and "black body" in Brazil. Finally, we should emphasize that the analysis made by Milton Santos, in the light of his time and related by his personal experiences, were quite accurate. This demonstrates that the author was aware of the ethnic-racial problems, even this has not been the main focus of his theoretical analysis in the framework of geographical science.
Palavras-chave: Milton Santos
trajetória socioespacial
questão étnico-racial
Milton Santos
socio-spatial trajectory
ethnic-racial issue
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::GEOGRAFIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Ciências Humanas
Programa: Mestrado em Geografia
Citação: CIRQUEIRA, Diogo Marcal. Between the body and the theory: the question étnicoracial at work and trajectory of socio Milton Santos. 2010. 159 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2010.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tde/1857
Data de defesa: 21-Set-2010
Aparece nas coleções:Mestrado em Geografia (IESA)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
dis diogo m cirqueira 2010.pdf769,3 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.