Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/10289
Tipo do documento: Dissertação
Título: A revelação do “quem” e o tornar-se pessoa: a constituição da personalidade no pensamento de Hannah Arendt
Título(s) alternativo(s): The revelation of "who" and becoming a person: the constitution of personality in Hannah Arendt's thinking
Autor: Santos, Juvercino Arcanjo dos
Currículo Lattes do Autor: http://lattes.cnpq.br/8829501776505902
Primeiro orientador: Silva, Adriano Correia
Currículo Lattes do primeiro orientador: http://lattes.cnpq.br/7465568204123045
Primeiro membro da banca: Silva, Adriano Correia
Segundo membro da banca: Chaves, Rosângela Almeida
Terceiro membro da banca: Nunes, Igor Vinícius Basilio
Resumo: O Zeitgeist da contemporaneidade, mais acentuadamente que em outros tempos, afasta, nos indivíduos, o interesse pelas atividades mais elevadas. Diante disso, a reivindicação de Hannah Arendt tem relevante prestígio para pensarmos sobre as crises no contexto atual. Dentre as crises que nos acercam, a da personalidade – elemento idiossincrático no sujeito – talvez seja a mais significativa, embora talvez a menos notada. Assim, esta dissertação ocupa-se em explorar a noção de pessoa em Arendt, isto é, o elemento individual distintivo que cada um traz consigo. Na modernidade, é notória a perda desse elemento – principalmente nos campos de concentração. A consequência dessa perda para a contemporaneidade é um modo de vida destituído de liberdade política, com a reduzida manutenção das atividades vitais; enfim, um animal laborans ligado ao automatismo das ações. Para tanto, buscamos verificar a noção de tornar-se pessoa relacionada com as atividades do espírito e as atividades da vida ativa. Essa noção pode ser resumida mediante a escolha do modo como se pretende aparecer no mundo público– ideia raras vezes aludida por Arendt, mas que pode ser observada em seus discursos e conferências. Em um primeiro momento, abordamos a personalidade por meio dos tipos de pessoa e com base nas referências das atividades do pensamento e do juízo. Em um segundo momento, buscamos trazer a fenomenologia empreendida por Arendt com base na relação entre pensamento e aparência no mundo público da política. Para tanto, é necessário desnudar o desmantelamento da personalidade no interior dos campos de concentração com a vitória do animal laborans. Por fim, analisamos em que consiste a noção de pessoa e a relação dessa com a ética arendtiana, demonstrada, de maneira enfática, por meio das personalidades morais
Abstract: The Zeitgeist of contemporaneity more sharply than other times distance the individual interests of the higher activities in the individual. In this context, Hannah Arendt's claim has relevant prestige to think about the crises in the current context. Among the crises that bring us closer, that of personality - an element of idiosyncrasy in the subject - is perhaps the most significant although the least noticed. The purpose of this paper is to explore Arendt's notion of person, so as to demonstrate the dazzling of this individual element that each individual brings with him. The loss of this element is more noticeable with modernity, more markedly with the concentration camps, and in such a way that the way of life deprived of political freedom is reduced to the contemporaneousness of life, reduced to the maintenance of vital activities, an animal laborans, actions. To do so, we seek to verify the notion of becoming person involved with the activities of the spirit and the activities of the active life. This notion can be summed up as the choice of how one intends to appear in the public world of appearance. Rarely referred to by Arendt, but which arises from his speeches and conferences. In the first moment we approach the personality from types of person from the references of the activities of thought and judgment. Secondly, we seek to bring Arendt's phenomenology into the relation of thought and the appearance of the public world of politics, and for this it is necessary to go through the dismantling of the personality within the concentration camps and the victory of animal laborans, and we will finally analyze what this notion of person actually consists of and its relation to Arendtian ethics, fully demonstrated in moral personalities.
Palavras-chave: Ação
Pensamento
Personalidade
Action
Thought
Personality
Área(s) do CNPq: CIENCIAS HUMANAS::FILOSOFIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Faculdade de Filosofia - FAFIL (RG)
Programa: Programa de Pós-graduação em Filosofia (FAFIL)
Citação: ARCANJO, J. A revelação do “quem” e o tornar-se pessoa: a constituição da personalidade no pensamento de Hannah Arendt. 2019. 128 f. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2019.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/10289
Data de defesa: 16-Dez-2019
Aparece nas coleções:Mestrado em Filosofia (FAFIL)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação - Juvercino Arcanjo dos Santos - 2019.pdf956,73 kBAdobe PDFBaixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons